20070930

Escola de Quem? Não a minha concerteza!!!

Arquivo SIC

Publicação: 29-09-2007 16:07 | Última actualização: 29-09-2007 16:07 "
Salvar a escola é o que estamos a fazer"
José Sócrates diz que o Programa de Modernização do Parque Escolar do Secundário "honra" país

O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou hoje que o Programa de Modernização do Parque Escolar do Ensino Secundário "honra" o país, o sistema educativo, a qualidade dos professores e a escola pública em Portugal.



"O programa de requalificação das escolas do Ensino Secundário é um programa que honra o país, que honra o sistema educativo, que honra a qualidade dos professores e que honra a escola pública em Portugal", afirmou José Sócrates durante a cerimónia de assinatura do contrato-programa entre o Governo e a empresa pública responsável pelo controlo de custos do programa, na escola D. Dinis, em Lisboa.

O programa, apresentado em Março pelo Governo, visa a adopção de medidas e acções que invertam o progressivo estado de degradação e desactualização dos estabelecimentos destinados ao ensino secundário.

O programa prevê a intervenção em 330 escolas até ao final do ano de 2015, num investimento total de 940 milhões de euros.

Até à data foram iniciadas quatro intervenções piloto, em quatro em escolas, duas no Porto (Rodrigues de Freitas e Soares dos Reis) e duas em Lisboa (D. Dinis e Pólo de Educação e Formação D. João de castro), com um investimento estimado de 34,2 milhões de euros, estando prevista a conclusão das obras no início do ano lectivo 2008/2009.

Durante o seu discurso, o primeiro-ministro enalteceu as opções de política educativa tomadas pelo seu Governo, afirmando que os dois últimos anos foram "de mudança no sistema educativo mas, sobretudo, dois anos de resultados".

José Sócrates disse que medidas como o encerramento de 2.400 escolas do ensino básico com menos de 10 alunos foram a "decisão correcta", porque as crianças que frequentavam estes estabelecimentos de ensino "estavam a ser excluídas e penalizadas".

"Faltava coragem política para tomar estas decisões", afirmou o primeiro-ministro, acrescentando que o Governo está a trabalhar para "mudar a qualidade do ensino em Portugal e adaptá-lo às novas tecnologias".

"Salvar a escola é o que estamos a fazer", concluiu. Fim de transcrição...

Agora já são mesmo as 2400 escolas... E as outras que estão a caminho?
Menos de 10 alunos??? Algumas delas tinham bem mais! Insucesso? Hmmm Nah, fica para a próxima intervenção do sr. primeiro. Lembrei-me agora!!! Alguém perguntou aos pais se estavam interessados?? Pelo que me lembro (estive lá), nunca!!! Mais, a sinistra mandou os pais subirem para "falar" com ela, por uma determinada escada e saiu por outra nesse momento... Estou a mentir? Vi e os jornalistas presentes confirmaram. Muito lindo... Os pais adoraram.
Continuo? Não! Já mete nojo.
A escola pública (a minha) fecha e curiosamente a privada cresce. Em terrenos públicos cedidos por quantias simbólicas e com participações a fundo perdido para que os investidores não se sintam descriminados.
"Salvar a escola é o que estamos a fazer" é verdade sim senhor!!! Só que resta saber de quem e para quem.
Em jeito de nota de rodapé: retirei a fotografia junto ao artigo porque é de uma evidente falta de gosto.
Gato

1 comentário:

Moriae disse...

Bem aparecido caríssimo Gato! E muito oportuna lembrança ... agora que o ano lectivo arrancou (muito mal) determinados assuntos poderiam ficar de lado, tais como esse dos encerramentos mas felizmente, há quem não deixe apagar-se a memória. Em breve, mal consiga, deixarei um apontamento sobre a redução de turmas, aumento do número de alunos/turma, ignorando alunos com Necessidades Educativas Especiais, a quem não é possível dar resposta mínima. Nós, professores, estamos a cometer ilegalidades por conivência ... Para mim, é pior do que atropelo à lei. É mesmo crime ...