20071101

Ré-lák-chá-dá-ménte...

"O PS decidiu reabrir ontem a discussão em torno de um dos pontos mais polémicos do novo Estatuto do Aluno do Ensino Básico e Secundário, propondo 'medidas correctivas' para os alunos que faltam, que podem passar pela retenção [na escolaridade obrigatória] e exclusão da frequência de disciplinas [para os casos do ensino secundário].

Com o argumento de que estava a haver uma cortina de fumo para confundir a opinião pública, os socialistas, num inesperado volte-face, apresentaram, ontem, a meio da reunião da Comissão Parlamentar de Educação, a proposta de alteração à redacção do polémico artigo 22º, que estabelecia a realização de uma prova de recuperação para os alunos que excedessem o limite de faltas, independentemente de serem justificadas ou não. Sem quaisquer outras consequências.

Com a polémica instalada, a ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, tentou aplacar a controvérsia, reduzindo a contestação a um alarmismo sem sentido. O certo é que agora de novo pela mão do PS a discussão reabriu-se, ainda que todos os partidos da oposição considerem que, apesar do recuo, subsiste o problema de o Estatuto tratar de igual modo as faltas justificadas e injustificadas. CDS e PCP falam mesmo de 'uma desautorização' da ministra da Educação por parte dos socialistas."


in ' Público '




É no que dá quando o trabalho de casa é feito de qualquer maneira e em cima do joelho! Esperemos que a 'Marilú' não fique aborrecida com [mais] este episódio e que não desate por aí aos berros, como nos tem habituados. E que não se demita, como muitos pediram já, e que aguarde 'ré-lák-chá-dá-ménte' estes dois anos que faltam para que o Povo deste país mande desmontar o 'circo cor-de-rosa'...

1 comentário:

Moriae disse...

Para que sofra, manter-se lá mais dois anos? Naaaaa .... a senhora Marilu não tem sentimentos nem vergonha na cara.
As pessoas estão a morrer entretanto e não podemos permitir que isso acontece vezes sem parar!!!
Beijo querida amiga