20080124

Peço desculpa pela expressão mas ...

acho que já vi este filme.

"Leucemia não dá direito a reforma

Para Odete L. o melhor cenário é fazer quimioterapia toda a vida. Se parar, a leucemia crónica agrava-se, se a doença entrar em remissão total, vai acabar por voltar e aí será fatal. «É professora!», comentaram na Junta médica. Decisão: «Pedido indeferido. Não está absoluta e permanentemente incapaz»

Imagem em Informação, Sensibilização, Solidariedade e Apoio

Dois a três minutos na junta médica da CGA

Em Setembro do ano passado, esta professora acabou um dos tratamentos e a doença ficou em remissão parcial. «Foi o meu mal», relembra. Em Outubro foi finalmente convocada para a junta médica da CGA em Aveiro. «Consegui estar no gabinete cerca de 2 a 3 minutos, pediram-me o relatório médico e perguntaram-me por que estava de baixa médica. O mais interessante foi a afirmação feita pela sra, não sei se doutora, se funcionária: «É professora», conta Odete L. ao PortugalDiário.

«O barulho da escola atormenta-me a cabeça, sabe?, tenho de estar em sossego, senão não aguento». A esperança de Odete reside apenas na junta médica de revisão da CGA porque a doença, essa, não vai desaparecer. Aliás, adianta, «quando há uma remissão total da doença, ela acaba sempre por voltar e quando volta é fatal»." (Portugal diário, Luísa Melo , 2008/01/24 )

«Reforma só se estiver a morrer»

1 comentário:

NuNo_R disse...

No dia em que os Professores morrerem todos e não houver mais ninguém para poder ensinar, é que "alguém" se dará conta dos erros cometidos.
Até lá é ver as pessoas a morrer lentamente e degradantemente aos olhos de todos...

"cego não é o que não vê, é o que não quer ver"


bjS