20080320

Sobre os vídeos dos meninos e o estado de sítio que este desgoverno criou

Violência na sala de aula, 2008/03/20 Filipe Caetano

"(...) «Tomámos conhecimento deste vídeo hoje de manhã, mas não nos surpreende, porque sabemos de muitos casos assim. Infelizmente, porém, há muitos que nunca são denunciados. Trata-se de uma situação cada vez mais preocupante e que tem vindo a acentuar-se nos últimos tempos, porque existe uma grande desautorização dos professores. Vemos os alunos a tratarem a professora por tu, não existe respeito», considera Abel Macedo, lançando um ataque concreto:

«Como não existe respeito por parte do Ministério da Educação em relação aos professores, esse sentimento passa para os outros e, neste caso, para os alunos. É preciso ter muito cuidado, porque situações destas podem escalar para situações de maior violência»."

Vídeo referido: "Numa escola portuguesa - vergonha" (comentários a este vídeo podem ser lidos aqui)

Local - "francês da Escola Secundária Carolina Michaelis, no Porto, foi brutalizada, em plena aula, quando tentava tirar o telemóvel a uma aluna.Os restantes alunos assistiram (more)"

Outras situações:


[Escola Silva Gaio em Coimbra?]

Para quem se quiser dar ao trabalho, há muitos vídeos do género ...
Parece-me óbvio que os pais têm culpa, assim como os professores. Por sua vez, as escolas, têm recorrido a pessoas sem experiência ou qualificações desejáveis para determinados lugares, são ainda mais culpadas. Foi o caso, por exemplo, das colocações/convites por telefone, responsáveis pela colocação de recém-licenciados sem experiência ou especialização, em lugares de Educação Especial (o ano lectivo passado foi dramático). Assim, os conselhos Executivos têm muitíssima culpa.
Em última instância, o Governo é o maior culpado...

6 comentários:

Anónimo disse...

Como olha a Senhora Ministra para as imagens deste vídeo? Como olha a Senhora Ministra para esta geração a quem facilita a vida por todos os meios? Como olha o Senhor Albino para estes filhos de alguém? Como podem estes jovens respeitar os professores se a Ministra que tutela a pasta foi a primeira a desrespeitá-los? E os professores, o que têm a dizer desta vergonha? Vamos continuar calados? Conseguimos ou não gritar bem alto “ Está na hora desta Ministra ir embora”? Conseguimos ou não alterar esta política educativa que está, a passos largos, a empurrar as escolas para o abismo? Sai só a Ministra ou precisaremos de empurrar todo o governo? É preciso decidir! E agir! Rapidamente!

porfora disse...

Como olha o Governo para as crianças e jovens que tem? Para os pais que se demitem dos seus papéis. A Constituição é clara quanto aos seus direitos e deveres. Se defendem que não se deve penalizar as crianças, penalizem os seus responsáveis.
uma amiga foi ao cinema com os filhos e saiu chocada porque no fim de uma sessão de berraria, era lixo e mais lixo por todo o lado! E as mães que lá estavam? Alguma obrigou o menino a limpar a sua parte?
Enfim ... Se as pessoas estão no estado decadente que estão, serão os professores que devem apanhar com toda a culpa?
Alguns têm muita culpa ... a maior culpa de um mau exercício docente é uma comunidade escolar que volta e meia esconde estas coisas todas ... Olhem aquela história de "ir à trave" ...
Já agora, morreram professores por causa desta sangria de não faltar e alguém foi responsabilizado?
Miséria ...

José Luiz Sarmento disse...

Não nos esqueçamos nunca que quem declarou aberta a caça aos professores foi uma senhora chamada Maria de Lurdes Rodrigues. Para que a culpa não morra solteira.

Anónimo disse...

mário crespo disse na sic que a portuguesa é uma sociedade rasca
não tem outros valores além dos que se de+positam nos bancos ... até ver
políticos de merda

Anónimo disse...

novas oportunidades para oportunistas novos
cursos dominicais

hkt disse...

Gostaria muito de poder afirmar que este é um problema das escolas portuguesas. Infelizmente penso que o problema é bastante mais profundo. Nem sequer é um problema português embora tenha tendência a agravar-se nas perferias suburbanas. A atitude do ME face aos professores também tem contribuído para agravar o problema visto que tem desautorizado os professores ao mesmo tempo que desresponsabiliza alunos e encarregados de educação.