20080415

Números Fresquinhos

Alguns resultados apurados até ao momento.
Confirmação? Claro que sim! Peguem nos telefones e perguntem a quem vos merecer confiança.
No meu caso (como tenho confiança neles) confirmei com o SPRC delegação de Coimbra.
Número de telefone? Consultar www.sprc.pt

Aveiro - Mealhada - 25 sim
Anadia - 42 sim
Sec Anadia -28 sim


Coimbra - Dados apurados de 36 escolas/ agrupamentos
894 - sim
58 - não
38 - abstenções

Penacova - 68 sim (unanimidade)
E b 2-3 - Montemor 49 sim (unanimidade)
D. Duarte - 17 sim (unanimidade)

Só duas rejeitaram D. Maria (16 contra 11 a favor e 2 abs.)
e Agrupamento de Taveiro (não conheço os números)

Viseu - 49 escolas e agrupamentos
910 - sim
249 - contra
37 - abstenções

Guarda - Seia -33 sim
S. Romão - sim (não conheço os números com exactidão)
S. Miguei (?) - 46 sim
Afonso Albuquerque - sim (Unanimidade)
Celorico da Beira - 36 sim

Conclusões? Tirem-as vocês... Para mim está mais que claro. A maioria dos votantes (até ao momento...) deposita a sua confiança na Plataforma Sindical e continua solidária com a luta.
Vamos vencer!!!

22 comentários:

Em defesa da Escola Publica disse...

Gostava de saber os critérios da contabilidade...

Gato disse...

Simples. Liga para o SPRC e pede os números que são públicos.
Ou ainda melhor: escolhe uma dessas escolas e liga para alguém que conheça e tenha estado na reunião. A confirmação é fácil.
Não há qq critério de contabilidade, apenas os resultados apurados até às 17 horas. Como pode facilmente confirmar ainda faltam escolas. Amanhã espero poder ter acesso a eles.

Em defesa da Escola Publica disse...

Tem piada pois eu tenho uma série de escolas que disseram não. Vcs têm esses números? As escolas são Agrupamento de Escolas de Alvaiázere
Agrupamento de Escolas da Batalha

Agrupamento de Escolas da Ericeira
Agrupamento de Escolas Conde de Ourém
Agrupamento de Escolas de Almeida
Agrupamento de Escolas José Saraiva, Leiria
Agrupamento de Escolas de Marrazes, Leiria
Agrupamento de Escolas de Ovar
Agrupamento de Escolas Dr. Correia Mateus, Leiria
Agrupamento de Escolas de São Bruno, Caxias
Agrupamento de Escolas de Amares

Agrupamento Vertical de Escolas de Ponte da Barca

Agrupamento de Escolas Professor Carlos Teixeira, Fafe
Escola da Margem Sul, Margem Sul
Escola EB 2.3 de Nogueira, Braga
Escola EB 2.3 de Bocage, Setúbal
Escola EB 2.3 da Caranguejeira, Leiria
Escola EB 2.3 do Lavradio
Escola EB 2.3 de Nisa
Escola EB 2.3 de Penedono
Escola EB2.3/S de Maceira, Leiria
Escola Sec./3 de Latino Coelho, Lamego

EB 2/3 Frei Bartolomeu dos Mártires, Viana do Castelo

Escola Artur Gonçalves,Torres Novas
Escola Secundária Clara de Resende, Porto

Escola Secundária Afonso Lopes Vieira, Leiria
Escola Secundária D. Inês de Castro, Alcobaça
Escola Secundária D. Maria II, Braga
Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso
Escola Secundária de Arganil
Escola Secundária de Figueiró dos Vinhos
Escola Secundária de Palmela
Escola Secundária de Vagos, Aveiro
Escola Secundária Dr. João Araújo Correia, Régua
Escola Secundária Eng.º Acácio Calazans Duarte, Marinha Grande
Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo, Leiria
Escola Secundária Madeira Torres, Torres Vedras
Escola Secundária Pinhal do Rei, Marinha Grande
Escola Secundária São Pedro, Vila Real
Escola Secundária de Santa Maria, Sintra
Escola Secundária de Lousada, Porto
Escola Secundária de S. Pedro, Vila Real
Escola Secundária do Entroncamento
Escola Secundária de Arganil
Escola Secundária de Olhão
Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes, Abrantes
Escola Secundária D. Martinho de Castelo Branco, Portimão

CHEGAM? QUANTOS PROFS SERÃO?

Anónimo disse...

Contabilidade?
Confirma-se?
Número de votantes?

Moriae disse...

Penso que todos mostramos respeito por quem está a favor e que não é bonito nem correcto cantar de galo.

cumprimentos,
M.

Moriae disse...

Caros Em Defesa da ...

por favor, não generalizem.
Este blogue é plural, quer se goste ou não.
O Gato fala por ele.

Mas penso que li mal ... estou triste. Perguntam se as pessoas sabem, deve ser isso. Bom, eu só sei o que tenho recebido por e-mail ou visto em outros blogues.

Abraço solidário,
M.

Moriae disse...

Adenda: às 20:50 referia-me ao autor do post, o Gato. Esqueci-me de referir.

Capitão Rebordelo disse...

Na Escola Secundária Alberto Sampaio, Braga, estiveram presentes cerca de 56 professores (Corpo docente = 267) e por consenso, embora todos discordantes, sonbre pontos específicos, como o ECD (diferenciação de carreiras), Avaliação, Gestão e Estatuto do Aluno, apoiaram a plataforma de sindicatos.

rendadebilros disse...

Guarda - Agrupamento Área Urbana sede Eb 2 e 3 Santa Clara - contra

rendadebilros disse...

Por que razão não estou contente? ... E agora?

Moriae disse...

Renda,

partilho o sentimento :(
Deixei comentários no blogue do Paulo, depois da Renda ter falado.

Anónimo disse...

http://defenderoquadrado.blogs.sapo.pt/334577.html

Anónimo disse...

Em relação ao meu post anterior, já estão disponíveis, no site do Ministério da Educação, o Memorando de Entendimento entre o Ministério da Educação e a Plataforma Sindical dos Professores, datado de hoje, documento a que se chegou após uma longa maratona negocial e que motiva tanta satisfação a Mário Nogueira, e os títulos de recuo, cedência e etc da Ministra, que proliferam pelos media e pelos blogues. Vale a pena comparar a totalidade do texto com um outro, também disponível no mesmo site, Proposta do Ministério da Educação apresentada à Plataforma Sindical dos Professores, datado de ontem, e que foi o documento que serviu de base à tal maratona negocial.



Convém que nos apercebamos de que a manipulação das notícias é selvática e vergonhosa. A única diferença entre um documento e outro, para além da modificação das posições de alguns pontos e da ligeira diferença de palavreado, é a alínea e) do ponto1, em que se diz que a classificação dos professores avaliados na época de 2007/208 será baseada apenas nos pontos obrigatórios mínimos, especificados na alínea b), que têm uma redacção diferente do documento do ministério, mas que querem dizer praticamente a mesma coisa.



Ainda bem que há internet e que os cidadãos podem ajuizar por si e pensar por eles próprios.



Temas: educação, informação, política


publicado por Sofia Loureiro dos Santos às 14:22

Anónimo disse...

... bem dizia eu que se deveria ter guardado alguns dados para amanhã visto que é mais que óbvio que algo anda por aqui bem maior que a dimensão abrangente dos sindicatos.

Por favor senhores e senhoras sindicalistas - a hora é de união!

Parece ou será assim só uma comichão que de facto os Professores não concordam com a posição de "entendimento" ou o raio que o valha?

Caro Mário Nogueira por vezes, por muita estratégia que exista e experiência, não me parece que deitar fora 100 mil e todos aqueles que, mesmo que fora dos sindicatos convencionais se levantaram, estão a tomar posições como as que se observam, essa força é muito mais importante que a importância que se vê do "entendimento".

Mário, disseste que os Professores se mostrassem contra não seria assinado! Mário, a Plataforma Sindical não deve assinar o "entendimento".

É melhor ter a Ministra contra os Sindicatos que os Professores contra aqueles que são denominados seus legais representantes...

Pode ser uma oportunidade ÚNICA!

Anónimo disse...

Talvez o sr. Mário Nogueira não tenha ainda percebido que os
100 000 professores que foram para a rua não foram todos porque ele pediu.

Anónimo disse...

Os legítimos representantes dos professores deveriam ser obrigados neste momento a dizerem, eles sim e não mandar ou sugerir à laia de gozo, que outros o façam... para se saber afinal se os professores querem ou não este "entendimento" da treta. São eles que têm a "máquina" suportada pelos contribuintes/professores.

RESPONDAM, NÃO MINTAM!

NINGUÉM ESTÁ CONTRA VOCÊS A NÃO SER AS BESTAS DO COSTUME - ESTE GOVERNO.

A QUESTÃO É JÁ OUTRA!

ABRAM OS OLHOS... ou esperam que para o ano a classe docente olhe para as políticas propagandeadas pelo PCP na altura e com a colagem que há (evidente mas que não me perturba) ainda vão deitar o voto à esquerda?? A oportunidade é ÚNICA MEUS CAROS! sERÁ QUE ESTOU A VER MAL???

Os sindicatos não estão a ser honestos.

Tanto mais que se os professores não querem este "entendimento" o que a Plataforma tem de fazer é simplesmente respeitar essa vontade.

Já se sabe que nestas coisas é como nos partidos. E é aí que está a trampa toda como muito bem se sabe.

Acho inacreditável que os dirigentes sindicais não olhem a estas coisas que se passam à frente dos seus próprios olhos.

Não fui eu que me admirei de ver tanta gente na rua a 8 Março, foram os Sindicatos!

Tão só porque as pessoas estão fartas de mais do mesmo... mudem essa cabeça e terão toda a classe com uma força em consonância com o que se passou até aqui... não deitem tudo a perder!

O inimigo não são os professores que não concordam com este "entendimento" mas sim as políticas que estão a ser seguidas por aqueles que afinal foram eleitos, veja-se só, para porque Santana é que não!? Fantástico...

Vocês são casmurros como o raio...

Anónimo disse...

Acabei de ler que na Mealhada houve um sim à moção da plataforma sindical . Para que conste, na Escola Secundária da Mealhada, foi rejeitada, por maioria, essa moção e foi elaborada e aprovada uma em que claramente se dizia que se devia continuar a luta e que os profesores rejeitavam esse famigerado entendimento com o Ministério.

Anónimo disse...

Ao anónimo que diz: "Talvez o sr. Mário Nogueira não tenha ainda percebido que os 100 000 professores que foram para a rua não foram todos porque ele pediu.

15 de Abril de 2008 22:58"

Evidentemente que não. Mas isso não interessa. O que interessa é que a acumulação de mal-estar, as políticas implementadas, etc e tal levaram a que as pessoas se mexessem.

Força Mário Nogueira!
Força Plataforma Sindical!
Força movimentos independentes e dependentes!

A LUTA É COMUM!

E não é para o ano! É para agora pois não vão ser Professores SÓ para o ano... não comem SÓ para o ano... não vão ENSINAR as crianças e jovens SÓ para o ano... É PARA AGORA, JÁ QUE SE FAZ TARDE COMO MUITO BEM SE ESTÁ A VER ACONTECER!!!!!

Mas que grandes casmurros....

A TODAS AS PESSOAS QUE SEM FILIAÇÃO PARTIDÁRIA, SINDICAL E mesmo familiar (pois que os há há) NÃO DESISTAM NEM ALINHEM COM ESTE MINISTÉRIO! Esta volta tem de ser dada...

A VERDADE ACIMA DE TUDO disse...

Na Escola Secundária Dr. Jaime Magalhães Lima, em Esgueira, votou-se pelo sim, no entanto com uma série de considerações e de estratégias de continuação da NOSSA LUTA, uma vez que há muitos e muitos pontos no sistema de ensino que devem ser revistos. Parece-me que na próxima 2ª feira vamos para a rua em Aveiro.

Anónimo disse...

Para quem concorda com o entendimento, a luta termina aqui. Está a concordar com a implementação, e em força, para o ano. Está a prometer colaborar no seu aperfeiçoamento.
Para os não comprometidos no entendimento, a luta continua! A minha posição é a mesma que a dia 8 de Março e sei que serei contra ainda em Setembro, quando tiver que preencher a ficha de objectivos, alterada ou não por uma comissão paritária.

Oliva verde disse...

Para quem concorda com o entendimento a luta NÃO termina aqui!!!!
O Memorando é tão claro que só quem não quer ler é que pode afirmar outra coisa qualquer!!!!
É claro que o entendimento NÃO é um acordo!
É claro que Não vamos parar de lutar pela revisão do ECD, pela carreira sem 2 patamares, por um Modelo de Gestão democrático, por uma avaliação (SIM NÓS QUEREMOS SER AVALIADOS!!!!) justa, equilibrada, que comtemple os aspecto essenciais do exercício da profissão, clara, transparente e igual para todos, sem quotas, ...
SIM NÓS VAMOS CONTINUAR A LUTAR!
E como diz o Pata Negra (desculpa "roubar-te" as palavras) o inimigo é o ME!!!!
Vamos estar ao lado de quem SEMPRE defendeu os interesses dos professores e se tivermos de arrumar a nossa casa, façamo-lo, democraticamente, DENTRO da nossa casa!
Ao Mário Nogueira: Digam o que disserem é ao lado da FENPROF que a maioria dos professores continuam a estar. Os sindicalizados nos sindicatos da federação e a esmagadora maioria dos outros que continuam a ter a certeza que é esta a organização que defende (como sempre o fez) os nossos principais interesses!

Anónimo disse...

Em democracia devemos respeitar as diversas opiniões e posições manifestadas. Contudo, em democracia a maioria vence e as posições da maioria devem ser respeitadas. Pena que alguns professores (muitos, talvez nem sindicalizados sejam!!!) não respeitem a maioria. E a maioria disse sim ao entendimento. Claro que em muitas escolas o nº de professores presentes nas reuniões do dia D ficaram longe do nº efectivo de docentes dessa escola. Mas, pergunto: alguém impediu esses docentes de estarem presentes? Penso que não.Se não estiveram é porque não quizeram. Então, por favor respeitem quem esteve, quem se interessou, quem se manifestou. A plataforma deve continuar a sua luta conforme está claramente escrito no texto do memorando e da moção e mostrar a sua unidade. Força plataforma.