20080424

O quê?????????????


PrtSc dali

De acordo com a FENPROF, cerca de 90 por cento dos professores e das escolas aprovaram Moção apresentada pela Plataforma Sindical. Contudo, a lista apresentada no blogue "Em Defesa da Escola Pública" mostra 139 Escolas ou Agrupamentos que rejeitaram o Memorando de Entendimento.

Agrupamento de Escolas Cávado Sul, Barcelos
Agrupamento de Escolas D. Afonso IV, Conde de Ourém, Ourém
Agrupamento de Escolas da Área Urbana da Guarda (Santa Clara)
Agrupamento de Escolas da Batalha
Agrupamento de Escolas da Ericeira
Agrupamento de Escolas da Freixianda, Ourém
Agrupamento de Escolas da Ribeira do Neiva, Vila Verde
Agrupamento de Escolas das Marinhas, Esposende
Agrupamento de Escolas de Almeida
Agrupamento de Escolas de Alvaiázere
Agrupamento de Escolas de Amares
Agrupamento de Escolas de Cacia, Aveiro
Agrupamento de Escolas de Celeirós
Agrupamento de Escolas de Cerva, Ribeira de Pena
Agrupamento de Escolas de Lamaçães, Braga
Agrupamento de Escolas de Marrazes, Leiria
Agrupamento de Escolas de Nogueira, Braga
Agrupamento de Escolas de Oliveirinha, Aveiro
Agrupamento de Escolas de Ovar
Agrupamento de Escolas da Ribeira do Neiva, Vila Verde
Agrupamento de Escolas de Santo Tirso (Escola de S. Rosendo)
Agrupamento de Escolas de São Bruno, Caxias
Agrupamento de Escolas de São Julião da Barra, Oeiras
Agrupamento de Escolas de Taveiro, Coimbra
Agrupamento de Escolas de Valdevez
Agrupamento de Escolas do Monte da Ola, Viana do Castelo
Agrupamento de Escolas Dr. Correia Mateus, Leiria
Agrupamento de Escolas Frei Gonçalo de Azevedo, Cascais
Agrupamento de Escolas Frei Gonçalo de Azevedo, Cascais
Agrupamento de Escolas José Saraiva, Leiria
Agrupamento de Escolas Lousada Oeste
Agrupamento de Escolas Nº 1 de Loures
Agrupamento de Escolas Professor Carlos Teixeira, Fafe
Agrupamento de Escolas Rosa Ramalho, Barcelinhos
Agrupamento Vertical de Escolas Clara de Resende, Porto
Agrupamento Vertical de Escolas D. António da Costa, Almada
Agrupamento Vertical de Escolas D. Pedro I, Canidelo
Agrupamento Vertical de Escolas da Correlhã
Agrupamento Vertical de Escolas de Alijó (D. Sancho II)
Agrupamento Vertical de Escolas de Leça da Palmeira
Agrupamento Vertical de Escolas de Peso da Régua
Agrupamento Vertical de Escolas de Ponte da Barca (EBI e Secundária Diogo Bernardes)
Agrupamento Vertical de Escolas de Prado, Vila Verde
Agrupamento Vertical de Escolas Vale de Milhaços
Agrupamento Vertical de Escolas de Vila Pouca de Aguiar
Escola Básica Integrada da Charneca de Caparica
Escola Básica Integrada da Mexilhoeira Grande
Escola Básica Integrada de Colmeias, Leiria
Escola Básica Integrada de Forjães, Esposende
Escola Básica Integrada João Roiz, Castelo Branco
Escola EB 2.3 Álvaro Velho, Lavradio
Escola EB 2.3 Atouguia da Baleia
Escola EB 2.3 Carlos de Oliveira, Febres
Escola EB 2.3 da Caranguejeira, Leiria
Escola EB 2.3 da Correlhã, Ponte de Lima
Escola EB 2.3 da Gafanha da Encarnação, Ílhavo
Escola EB 2.3 de Bento Carqueja - Oliveira de Azeméis
Escola EB 2.3 de Caldas das Taipas, Guimarães
Escola EB 2.3 de Dairas, Vale de Cambra
Escola EB 2.3 de Marinhais, Salvaterra de Magos
Escola EB 2.3 de Montelongo, Fafe
Escola EB 2.3 de Nisa
Escola EB 2.3 de Nogueira, Braga
Escola EB 2.3 de Penedono
Escola EB 2.3 de Real, Braga
Escola EB 2.3 D. Luís Mendonça Furtado, Barreiro
Escola EB 2.3 D. Maria II, Vila Nova de Famalicão
Escola EB 2.3 Frei Bartolomeu dos Mártires, Viana do Castelo
Escola EB 2.3 Gafanha da Nazaré, Aveiro
Escola EB 2.3 José Ferreira Pinto Bastos, Ílhavo
Escola EB 2.3 Mário Beirão, Beja
Escola EB 2.3 Padre António Luís Moreira, Carvalhos
Escola EB 2.3 Rosa Ramalho, Barcelinhos
Escola EB 2.3/S de Arcos de Valdevez
Escola EB 2.3/S de Arcozelo - Ponte de Lima
Escola EB 2.3/S de Maceira, Leiria
Escola EB 2.3/S Miguel Torga, Sabrosa
Escola EB 2.3/S Monte da Ola, Viana do Castelo
Escola EB 2.3/S Pintor José de Brito, Viana do Castelo
Escola Sec./3 Artur Gonçalves,Torres Novas
Escola Sec./3 da Trofa
Escola Sec./3 de Amora
Escola Sec./3 de Camilo Castelo Branco, Vila Nova de Famalicão
Escola Sec./3 de Esmoriz
Escola Sec./3 de Henriques Nogueira, Torres Vedras
Escola Sec./3 de Latino Coelho, Lamego
Escola Sec./3 de Montejunto - Cadaval
Escola Sec./3 de Palmela
Escola Sec./3 de Póvoa de Lanhoso
Escola Sec./3 de Sá de Miranda, Braga
Escola Sec./3 de Santa Maria da Feira
Escola Sec./3 do Entroncamento
Escola Sec./3 Dr. Jorge Correia, Tavira
Escola Sec./3 Dr. Manuel Fernandes, Abrantes
Escola Sec./3 Ferreira de Castro, Oliveira de Azeméis
Escola Sec./3 Morgado de Mateus, Vila Real
Escola Sec./3 S. Pedro, Vila Real
Escola Secundária Afonso Lopes Vieira, Leiria
Escola Secundária Alfredo da Silva, Barreiro
Escola Secundária Aquilino Ribeiro, Porto Salvo
Escola Secundária Artística António Arroio, Lisboa
Escola Secundária Camilo Castelo Branco, Vila Real
Escola Secundária Clara de Resende, Porto
Escola Secundária Conde de Monsaraz, Reguengos de Monsaraz
Escola Secundária D. Afonso Sanches, Vila do Conde
Escola Secundária D. Inês de Castro, Alcobaça
Escola Secundária D. Maria II, Braga
Escola Secundária D. Martinho de Castelo Branco, Portimão
Escola Secundária da Cidadela, Cascais
Escola Secundária da Mealhada
Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso
Escola Secundária de Alves Redol, Vila Franca de Xira
Escola Secundária de Arganil
Escola Secundária de Barcelos
Escola Secundária de Figueiró dos Vinhos
Escola Secundária de Lousada, Porto
Escola Secundária de Monserrate, Viana do Castelo
Escola Secundária de Olhão
Escola Secundária de S. Pedro, Vila Real
Escola Secundária de Santa Maria, Sintra
Escola Secundária de São Pedro, Vila Real
Escola Secundaria de Tavira
Escola Secundária de Vagos, Aveiro
Escola Secundária Domingos Sequeira, Leiria
Escola Secundária dos Casquilhos, Barreiro
Escola Secundária Dr. Augusto César da Silva Ferreira, Rio Maior
Escola Secundária Dr. João Araújo Correia, Régua
Escola Secundária Eng.º Acácio Calazans Duarte, Marinha Grande
Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo, Leiria
Escola Secundária Ibn Mucana, Cascais
Escola Secundária Infanta Dona Maria, Coimbra
Escola Secundária Luís de Freitas Branco, Paço de Arcos
Escola Secundária Madeira Torres, Torres Vedras
Escola Secundária Manuel Cargaleiro, Amora
Escola Secundária Marquês de Pombal, Lisboa
Escola Secundária Maximinos, Braga
Escola Secundária Padre António Vieira, Lisboa
Escola Secundária Pinhal do Rei, Marinha Grande
Escola Secundária Sebastião da Gama, Setúbal

Coloco uma questão: Assim a olho nu, se a Plataforma refere os dados de 766 Escolas e Agrupamentos não vos parece que os limites começam a cruzar-se deveras???

E, last but not least, não poderia deixar de agradecer o trabalho dos
colegas que tem sido estóico ... Talvez não esmagador mas ... de grande feição, sem dúvidas!

8 comentários:

Anónimo disse...

Há nuances a ter em conta.
Por exemplo: "Apurados os dados relativos à grande maioria das escolas e agrupamentos em que se realizaram reuniões sindicais, integradas no Dia D, cerca de noventa por cento das escolas e dos docentes que nelas participaram votaram favoravelmente a Moção "Entendimento" ..."

À "grande maioria"das escolas e agrupamentos... 90% votaram favoravelmente... pois... então quem é que soma o número total de professores que votaram mesmo? Só para se saber e concluir-se daí que afinal numa classe profissional em ronda os 140 mil... quantos deram o aval a tal "entendimento"?

E 90% é isso mesmo. Pois também se pode dizer que 90% dos professores não percebeu patavina do que lhes aconteceu afinal...

Não são 90% dos professores seguramente... é esta a grande diferença defendida.

Outro pormenor a ter em conta será a não existência da expressão NÃO CONCORDO COM ESTE ENTENDIMENTO nos papelinhos do Dia D. Portanto aqui a questão não é saber propriamente quanto pesa a um lado ou a outro. O lado deveria ser o mesmo e aquilo que está a acontecer é mais do mesmo. Cabeça para baixo da areia.

Qual a percentagem que estaria contra as politicas deste ministério no dia 8 Março?

Anónimo disse...

Não percebi nada... estou 90% a leste...

c. oliveira disse...

Com este tipo de posts começo a pensar que os professores não precisam de temer inimigos externos. Com amigos destes?!!!

Por favor! Unidade, é tudo o que precisamos...

Anónimo disse...

M., não esquecer as escolas one nada se passou, será relevante para esta contagem?

Anónimo disse...

Quais "com amigos destes"?

A quem assinou o "entendimento"?

Aqui não há inimigos de ninguém, há quem não alinhe em cantigas... seja qual for a sua posição.

Não me parece relevante para "esta contagem" as escolas onde nada se passou... já é sintomático nada se ter passado... só agrava a situação dos tais "esmagadores" 90%. Mas isso, fica para quem gosta de percentagens.

O que eu gostava de saber era quantos a não assinaram de facto.

Pedro Luna disse...

Caro colega:

Os números já aumentaram outra vez - e quando sairem os resultados finais, de todas as Escolas, ainda vão aumentar mais.

É pena é que os Sindicatos não publiquem tudo de uma vez...

Anónimo disse...

Pois ... os números!

Está portanto em consonância a questão dos números, tal & qual o próprio Ministério. O "sucesso" aumenta exponencialmente conforme as necessidades. E de todas as Escolas? Não percebo como é que é possível um aumento do número, quando como sabe, há também Escolas e Agrupamentos que não concordam com o "entendimento". Não tem lógica pois imagino que os sindicatos defenderam a dama ao anunciarem os resultados que mais à mão têm e onde estiveram nesse belo dia D. Sem esquecer, repete-se, que os dados contra nada contam para os mesmos sindicatos, nem sequer para o básico que seria, terem em atenção aqueles se mostraram contra.

Sabe o colega e todos aqueles que não são colegas que nesta história não pode haver comparações de máquinas que estão no terreno desde sempre e que para tal, quando se chega a situações de "COMPROMISSO", se tem que dar a voltinha aos números.

Tudo para benefício da classe...

Os sindicatos não publicam tudo de uma vez por interessa fazê-lo. Quando terminarem esta "manipulação" que exista gente com paciência para confirmar a veracidade dos resultados. Só não os publicam pois sabe-se ou conta-se com isso, que o decorrer do tempo amolece aqueles que se sentem revoltados com a situação.

Haja paciência e vamos ver.

Anónimo disse...

Continuam a chegar resultados que não são evidentes e desmistificam aquilo que à força toda tentam impingir aqueles se dizem donos de uma representatividade.

Tudo bem, não haverá celeumas... na altura própria a coisa acontece.