20080422

Pois é pessoas ...

"isto é demasiado vergonhoso... não há de facto jornalistas de investigação obviamente a este nível caso contrário até o Belmiro e o Balsemão já tinham percebido que este governo já teria caído se pusessem à mostra a vergonha que está a acontecer neste país - a todos os níveis... então a este!

Queres tu ver o PCP a aliar-se ao PS para o ano...

Mas serve-lhes pois também...

a treta que vi na rtp2 sobre manifs, citadas fora, Guarda e Viseu... e lastimoso cenário de bandeirinhas, poucas para não dar nas vistas, nenhuma de sindicatos e... o Lobo numa delas agarrado a um microfone... eles estão a gozar com isto tudo."
---

Recebido a propósito de "Aos meus alunos, aos Pais dos meus alunos, aos professores e a todos os meus concidadãos"

1 comentário:

Peixoto disse...

Ontem foi dia de manifestação de professores em Viseu. Ou melhor, de mini-manifestação!!! Segundo a Plataforma Sindical, a manifestação visou protestar contra a "divisão dos docentes em categorias hierarquizadas, a prova de ingresso dos jovens professores e o modelo de gestão". Ora, com o memorando de entendimento recentemente assinado entre o Ministério da Educação e a Plataforma Sindical a força de contestação dos professores esmoreceu por completo. Se em Fevereiro tinhamos sido mais de 2 000 docentes nas ruas de Viseu, ontem não passámos de algumas dezenas. Simplesmente miserável!!!

Os sindicatos bem tentam passar a ideia de que a luta continua, mas o sentimento da maioria dos professores é outro: desistência, desilusão e desacordo. Os sindicatos criticam o que muitos professores vão desabafando pela blogosfera. Ainda agora, enquanto escrevo estas palavras, oiço na sala de professores um sindicalista dizer a seguinte piada: "os meninos dos blogues só sabem escrever, mas não sabem lutar". Sabe lá ele o que diz! Será que costuma ler os blogues do Ramiro Marques ou o do Paulo Guinote, entre muitos outros? Será que sabe da importância de grupos de professores que surgiram na blogosfera e se transformaram em movimentos credíveis de defesa da profissão docente? Este ódio dos sindicatos por todos quantos não pensam como eles é demonstrativo da reduzida capacidade de democraticidade destas estruturas...
Continuo a pensar que o rumo seguido pela Plataforma Sindical poderia ter sido outro. Concordar com o Mnistério da Educação e depois ouvir os professores em pseudo-plenários não foi a melhor estratégia. Esticar a corda e depois fazer figura de fraqueza deu no que deu: os professores perderam a força e a luta esfumou-se!!!
Enfim, como se costuma dizer no futebol, para o ano há mais...