20080506

A Candidata às Eleições dos USA

MLR, nesta sua presença na TVI, deu-nos uma lição de vida de originalidade sobre nós, os idiotas e os ingénuos: com um QI fora do vulgar, sem cábulas, fez a republicação dos artigos n.º 21 e n.º22 da republicação subjacente ao novo estatuto do aluno. Brilhante: Marcelo Rebelo de Sousa está despedido, como professopr de Direito.
Disse a Madame: antes o aluno com 9 faltas reprovava (li a lei 30/2002 e não reparei). Onde? Faltas Justificadas ou Injustificadas?. Agora, logo à 2.ª falta (justificada ou injustificada?) a escola intervém: não leu os art.º n.º 21 e n.º 22. Precisa de óculos mais graduados para colocar, tipo bandolete?
Posteriormente, meio atrapalhada, afirmou que logo à 1.ª falta a escola entra em acção: espantosa a simplicidade interpretativa do que os art.º 21 e art.º 22 não dizem.
A obrigação da escola de não retenção do aluno não é a legalização na proibição da raposa: O Diabo do Simplex escreve direito por linhas tortas? Os alunos retidos terão sempre tendência a perpetuarem-se nessa situação. Nos meus tempos de juventude, por causa das raposas os infelizes passavam as férias grandes/verão a fazer todos os exercícios do Palma Fernandes e nos anos lectivos seguintes, eram os melhores alunos.
Agora, com esta MLR, os pais pensam que a Escola é como o Lameiro onde se manda pastar o gado. Com a benção da ministra os Pais demitiram-se da obrigação de serem Pais, tal como o papai dela, o de Melgaço...
MLR não vive em Portugal, mas num qualquer Estado dos USA.

14 comentários:

Moriae disse...

Frades,

iluminaste!
Obrigada!
Tua fã,
M.

jfade disse...

Gabo-te a pachorra de ouvir a Sinistra. Confesso que me sentei no "maple", sozinho, para a ouvir. Passados 5 minutos "inventei" uma necessidade urgente de ir ao Hiper comprar pão e leite (não era nada urgente...) e FUGI! Fugi porque se só a sua figura me enoja, que dizer do que ela diz. Vou esperar pelas notícias on line e pelos comentários, como este, para avaliar o veneno que a cuja hoje destilou.
JFrade

Moriae disse...

Eu tb não ouvi. ando em terapia. Está a correr muito bem porque nem me lembrei.
Aguardamos então comentários e mais análises :)

Maria José disse...

Que pena não ter continuado porque eu gostava de saber da história de Melgaço...
Quanto à "dita", era bom que a deixassem a falar para as moscas, daquela boca só sai m****!

maria l disse...

Realmente o ensino em Portugal está muito mal!Como é possível haver professores que pensam que os alunos conseguem,sem bases fazer ´quaisquer exercícios de Matemática!
Mais, também deve achar que chumbando os alunos eles ficam melhor preparados! Só mudando de país ou de professores!

Anónimo disse...

Consta que a filha foi preterida pela carreira e nao mantêm qualquer contacto. Parece que detesta a mãe. Pudera.

Maria José disse...

Obrigada, caro anónimo! Assim a história foi mais completa.
Traumatizada, talvez? E quem paga as favas, quem é?

Brotero disse...

Palma Fernandes? Ena já quase não me lembrava. Era de tirar o sono. Quanto à MLR o seu destino está traçado e depois não se esqueçam de lhe agradecer quando regressar ao ISCTE. Sobre a entrevista, apenas uma referência à Constança, que funcionou como enfermeira de penteado da linha do Estoril, com perguntas patéticas e que revelaram a nova cassete da Milu.

Joana Dalila Santos disse...

A Constança é, por natureza, patética. Faz perguntinhas polémicas que o povo percebe e gosta, mas não aprofunda nada. Vá-se lá saber porquê. Novos programas parecem-me bem, mas não entendo porque têm de ser sempre as mesmas pessoas (as que já lá estão) a fazer. Ou são excelentes, o que não sei se é o caso, ou são tachos.
Quanto à MLR e ao Estatuto do Aluno, depois de ter falado com o Valter Lemos, acho que sobrevivo a qualquer lavagem cerebral.

Moriae disse...

LOL!

Mulher corajosa e resistente, Joana!
Parabéns :)
Bjinho,
M.

professora disse...

Não é sõ Melgaço e respectivas consequências... já agora investiguem sobre as condições de vida e do curso de professora primária, na Guarda. Parece que não conseguiu atingir grandes objectivos na sua vida familiar.. daí que obrigue os que estão sob a sua alçada a superar os objectivos que forçosamente têm que definir

Maria José disse...

Os frustrados têm destas coisas, vá-se lá saber porquê...
Onde posso pesquisar sobre os episódios da Guarda? Estou a começar a ficar interessadíssima em escrever um texto biográfico, mesmo que não autorizado pela dita, talvez com o título "A Tirana Ultrajada ou da Memória Grotesca".
Alguém propõe outro título?

Anónimo disse...

moriae,

O repto é-te lançado, especialmente, e a todos tb (os do Bem Comum).
Task-force.

Aqui está o repto. O desafio. Finalmente.

REPTO EM TOM DE DESAFIO

http://mobilizacaoeunidadedosprofessores.blogspot.com/2008/05/repto-em-tom-de-desafio.html

anahenriques

Moriae disse...

Ana Henriques,

agradeço a lembrança. Contudo, 'o desafio, finalmente' não me soa nada bem já que esta 'saga' conta, infelizmente, com uma longa (em demasia, para mim) existência.

Muitos 'finalmente' já se têm sucedido ...

A confiar em unidade, confiei no papel dos sindicatos e 'lixei-me' ...

Sou solidária com aquilo que me parecer assertivo e eficaz, como até agora. Por isso, força para todos ... é o que desejo.

M.