20080611

TRABALHADORES: UM SINDICATO QUE NÃO É UMA CORPORAÇÃO

Realmente há muito tempo que se tinha compreendido que os 'sindicatos profissionais' não eram bons instrumentos para unir a classe trabalhadora, em vez de a dividir em categorias mais ou menos estanques e mais ou menos 'elitistas'. O conceito alargado de sindicato, sindicato de ramo de 'indústria' (ou de actividade) já era bem conhecido no início do século vinte.
Estamos no século XXI Portugal continua a estar arredado desse conceito.
Por isso as lutas são fragmentadas; por isso não existe unidade, mesmo quando há razões objectivas para tal.


Os Trabalhadores Industriais do Mundo (em inglês: Industrial Workers of the World ) é um sindicato internacional que tem a sua sede presente em Cincinnati, Ohio, nos EUA. Hoje está a organizar-se activamente e conta muitos membros no mundo. Para se ser membro de IWW não exige que se trabalhe num dado posto de trabalho, nem exclui ser-se membro de outro sindicato. Os membros da IWW defendem que todos os trabalhadores deveriam estar organizados num único sindicato enquanto classe e que o sistema económico baseado no trabalho assalariado deveria ser abolido. São conhecidos pelo facto de defender um modelo de democracia sindical baseada na assembleia de local de trabalho onde os trabalhadores elegem delegados com mandato revogável e são implementadas outras normas da democracia directa ou de base (autogerida).

1 comentário:

Luta Social disse...

Vejam também:

http://www.luta-social.org/2008/05/luta-dos-empregados-da-starbucks-video.html

Somos sempre trabalhadores, em qualquer parte do mundo e o capitalismo é mundial!

Solidariedade,
Manuel Baptista