20080930

Nunca é demais reforçar a solidariedade! Força colegas e malta amiga que está frente ao ME neste momento!!!


Notas:
  • O Mário Nogueira encontra-se nas tardes da Júlia;
  • ao que parece, os professores manifestantes vão ser recebidos no Ministério da Educação;
  • estavam (por volta das 15h) poucos professores mas com muita representatividade;
  • sim, apareceram amigos e pessoas solidárias, pais e filhos;
  • ...
ADENDA (18:36):

Afinal, o Ministério da Educação mentiu ou seja, não recebeu os professores a quem tinha dito: "dentro de momentos vamos recebê-los". Qual desculpa? Não havia ninguém disponível.

É ou não é típico??? Mentirosos, sem palavra ...

E já agora, as dezenas de pessoas que disseram que apareceriam, o que é feito delas? Raios partam tamanha falta de garra ... Já para não dizer pior!

4 comentários:

professora. disse...

Não se iluda, colega, não apareceu ninguém! Havia apenas cerca de uma dezena de professores de NEE que se sentiam muito envergonhadas por serem tão poucas. Os polícias, no passeio mesmo em frente ao edifício do ME, eram quase tantos como os professores que, em silêncio mostravam os seus cartazes. Estavam decepcionados porque ninguém os apoiou. "Ninguém nos filma...", dizia uma delas. Mas filmaram. Os jornalistas eram pelo menos três e todos se interessaram. Veio também a deputada Ana Drago que se juntou ao pequeno grupo. Quando me despedi delas, junto das 16 horas, não tinham dado por perdido o seu esforço. Iam ser recebidas pelo ME. Desejei-lhes sorte. Elas agradeceram-me o apoio. Penso que era a única pessoa que não pertencia ao grupo. Houve tanta gente que escreveu que ia... mas não foi..., e assim se conhece este povo.

Moriae disse...

Cara professora,

não tinha ilusões mas, tal como disse à Sofia (uma valente), que tem dado o seu melhor por esta causa, vale a pena. E valeu porque muitos de nós sabemos o que se passa, alguns excelentes jornalistas estão a acompanhar o processo de forma isenta e atenta, há feed-back político, ficará para a história e é mais uma pedra a calcetar um caminho que teremos de continuar a construir, faça sol ou chuva.

E é com pessoas que se dedicam sem interesses que não as causas que se vai conseguir e por isso, ainda bem que não estavam as claques do costume com as bandeiras do costume ...

Por ter ido e por ter estado aqui, o meu obrigada.

Abraço,
M.

professora disse...

Moriae: (continuação do diálogo que travávamos noutro blog: Eu não me vou abaixo, mas lamento que haja tão pouca gente com tomates e ovários.
Abraço.

Moriae disse...

Professora, mas cá estamos! E nos momentos piores, a dar força uns aos outros. Este espírito dos blogues é bom nesse sentido...

Abraço!!!