20081005

Dia do Professor - 2008 - a saga continua!!!

8 comentários:

Anónimo disse...

Não sei como este homem aida tem coragem de aparecer e dizer seja o que for!
Ainda hoje estou à espera que ele diga por quanto nos vendeu... e quando penso nisso apetece-me matá-lo!!!
Onde já se viu ACORDO DE ENTENDIMENTO!!! Pensará que é tudo BURRO / OTÁRIO???
Nem ao Carvalho da Silva eu já dou crédito...
No entanto, as suas consciências alguma coisa hão-de dizer... se não eram verdes e um burro comeu-as!!!

Maria

Anónimo disse...

Eu, que ando irritado com tudo isto, não pude conter umas boas gargalhadas quando vi esta imagem do Kaos. A imagem mostra, com grande mestria, aquilo que caracteriza, cada vez mais, esta gente: o ridículo.
Dizia o Eça que se se quiser deitar abaixo uma instituição, deve passar-se uma risada por cima.
Eça, como grande observador, sabia do que falava.
Fernando

Anónimo disse...

Conheço o Mário Nogueira e acho muito injusto o que lhe estao a fazer. Também acho que os sindicatos nao actuaram da melhor maneira no entanto é bom nao esquecer que já fizeram muito por nós.É preciso não ter a memória é curta.

Anónimo disse...

Boa noite, M!
Fiquei muito satisfeita por, finalmente, poder entrar nesta casa.
Já sentia falta!
Tita

Moriae disse...

Tita,

foram só umas horitas!
Obrigada :)
Volte sempre!

JSerra disse...

Por muito mal que se diga dos sindicatos, estes não deixam de ser imprescindíveis.
Nos tempos que correm, quem limita e define as atribuições de tempos não lectivos dos professores?

Anónimo disse...

Apesar de reconhecer que os sindicatos são necessários, não deixo de os criticarem por terem, com o Entendimento, abafado a voz de 100 mil!
A Fenprof (nem falo dos outros) foi uma decepção por ter contribuído para o tal "balão de oxigénio" que permitiu à ministra continuar no cargo!
Não posso esquecer essa grande traição que cometeram e, com isso, no inferno em que nos colocaram.
Têm de se redimir e ESTÁ NA HORA de o fazerem!
Ana s.

Moriae disse...

Pode ser que se apercebam ... é que no meio dos tempos lectivos não sobra muito tempo ...

:-)