20090131

QUANDO A FRAGILIDADE É CONSEQUÊNCIA DO MEDO

QUANTOS NÃO ENTREGARAM?

Resposta Provisória

COMENTÁRIO:

Nunca seremos 100000, muito menos 120000...

Na hora da verdade, o pessoal acobarda-se... Há sempre um qualquer motivo... Se não fosse o facto de "ter os miúdos na faculdade", seria um outro qualquer...

EU NÃO ENTREGUEI! Escuso de apresentar aqui o meu nome que consta do BI! O meu nome, neste momento, já seguiu para o ME. É AÍ QUE ELE CONTA!

UM GRANDE GRANDE BEM-HAJA A TODOS OS COLEGAS QUE TIVERAM A CORAGEM E A COERÊNCIA DE NÃO ENTREGAR OS "OI"!

DOS FRACOS NÃO REZA A HISTÓRIA!

Para além disso, talvez "os deuses" nos concedam mais do que aquilo que alguma vez julgámos... AQUI

(Não, não fiquem a pensar que eu tive alguma coisa a ver com aquilo da carta anónima. A minha vida já me dá que fazer o suficiente para não ter tempo para esses "luxos"! Mas não escondo o gozo com que eu assisto de bancada a isto! Se acaso dissesse o contrário, estaria a ser hipócrita e hipócrita é coisa que eu não sou!)

MILÚ, PARA ONDE IRÁS TU?

Já agora, a propósito, vejam a peocupação do mentecapto.

12 comentários:

Anónimo disse...

Ok! E então com essa não entrega, que é que tu e mais uns (poucos) milhares, ganham com isso?
Nunca te ocorreu a possibilidade de até prejudicarem as negociações dos sindicatos?

Hurtiga disse...

Caro ilustre e ilustrado comentador,

já cá faltava essa dos sindicatos e das suas negociações que ou não dão em nada, ou antes não dessem se é para dar o que já deram...

A seguir logo se vê o que eu ganho com isso ou se perco, mas esse gozo já ninguém mo tira!

mar disse...

Eu tb não entreguei, e com mt orgulho

Isabel Pedrosa Pires disse...

Essa de prejudicar as negociações deve ser anedota! A não entrega reforça o poder negocial isso sim!

Ainda não sabemos nºs, vamos pondo hipóteses, se 20% não entregaram são 30 000, e por aí fora...

Solidariedade para com os corajosos!

Não entregar é ser professor preocupado com a dignidade da sua classe.

Anónimo disse...

Oh Isabel, nem imaginas quanto importante é ter prisioneiros de guerra para negociar a paz...

prof disse...

Vou ser franca: não me considero especialmente corajosa e até tenho 2 filhos na faculdade e não entreguei os OI e já acabou o prazo. Sei que não estou sozinha; comigo tenho os meus melhores colegas de trabalho, os meus amigos, os não oportunistas.

Anónimo disse...

Nem sei o que é pior ...

a) "Anónimo Anónimo disse...Oh Isabel, nem imaginas quanto importante é ter prisioneiros de guerra para negociar a paz..."

ou

b)comentários como o bronco anónimo 31 de Janeiro de 2009 14:33 que trata o ppl por tu como se fosse colega.

***************


M.

Margarida disse...

Hurtiga,
minha amiga,

os professores são portugueses logo, são culpados pelo que lhes está a acontecer.

Mais ... se a cena do freport veio à tona, é só esperar pela catástrofe.

Ana, professora disse...

Não desesperes, Mãe!
O último triunfo é interdito
Aos heróis que o não são.
Lembra-te do teu grito:
Não passarão!
Não passarão!
Só mesmo se parasse o coração
Que te bate no peito.
Só mesmo se pudesse haver sentido
Entre o sangue vertido
E o sonho desfeito.
Só mesmo se a raiz bebesse em lodo
De traição e de crime.
Só mesmo se não fosse o mundo todo
Que na tua tragédia se redime.
Não passarão!
Arde a seara, mas dum simples grão
Nasce o trigal de novo.
Morrem filhos e filhas da nação,
Não morre um povo!
Não passarão!
Seja qual for a fúria da agressão,
As forças que te querem jugular
Não poderão passar
Sobre a dor infinita desse não
Que a terra inteira ouviu
E repetiu:
Não passarão!

- Miguel Torga, Não passarão!

Isabel Pedrosa Pires disse...

Margarida

A não entrega dos OIs é uma forma de pressão de Resistência e Luta para acabarmos com este modelo e chegarmos à revisão do ECD.

Confesso que preferia que o nosso 1º se demitisse pela nossa luta do que pelas porcarias que sempre fez lá por Alcochete e não só.

Desde a diplomas, casas, etc.

Quem conhece a família dele de perto (fonte segura), todos ficaram muito bem na vida desde que este sr. está na política e em lugares de decisão.

A não "culpa é nossa" por não temos nada para lhe dar em troca, só nos pode roubar, como sempre fez!

Mas podemos mostra-lhe QUE NÃO GOSTAMOS DELE NEM DE LADRÕES!

Armando disse...

Sobre o mentecapto, é de relembrar o sangue/plasma contaminado que a Ministra Beleza recusou deitar fora, originando com essa atitude de poupança de custos/desperdício, o homicídio de algumas dezenas de pessoas.
Claro que para o Rangel et alii, essas mortes não são importantes.
Para ele, toda a sabujice depende das perspectivas de obtenção do 5º canal de televisão.
Pela Pátria.

Margarida disse...

Isabel, nem sei o que te diga ...

Bjo amigo e solidário,
M.