20090210

PARECES JURÍDICOS. PORQUE NÃO PSIQUIÁTRICOS TAMBÉM?

Imagem daqui

"Diplomas sobre avaliação dos professores são ilegais, defende Garcia Pereira"
No Público Online




Quanto a mim, não nos deveríamos ficar por pareceres jurídicos e tribunais. Devíamos ir mais longe e pedir um parecer sobre a sanidade mental dessa tríade que tem infestado nestes últimos anos a 5 de Outubro e, já agora, do patrãozinho também.

5 comentários:

JPG disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Ora bem!
Das sugestões mais acertadas que tenho lido. O problema jurídico é o resultado de um outro que apenas a psiquiatria poderá resolver.
Voilá!

quink644 disse...

Parece-me muito bem. Os professores, pelo menos quando eu comecei a dar aulas, tinham que fazer um exame de robustez física e psicológica. Porque não os estafermos que supervisionam os professores?

José disse...

O problema é que é difícil acreditar que haja algum psiquiatra com sanidade mental mínima que se atreva a dar apenas um parecer...já que o caso é grave e a bem da sanidade mental de muita mais gente exige, no mínimo, internamento prolongado e com carácer de urgência (para não dizer com retroactividade)...

Anónimo disse...

Numa Escola, aparece uma sala toda riscada. Ninguém viu nada. Estiveram duas turmas no local. Uma delas por 45 minutos. De manhã. A bernarda nasce à tarde e ninguém tinha visto nada ... os colegas não viram nada ... as paredes riscadas, toda elas, tal como os vidros.

Uma turma, a que esteve mais tempo no local assume-se com o inocente. Sim, eram inocentes. O acaso foi bem investigado.

Moral, ofereçam óculos aos professores.

Pormenor: a professora que fez de paisagem ao acontecimento "riscar a sala" não deu por ela. É nova, não tem experiência. Agradece quando lá vai um elemento do CE buscar os alunos indisciplinados ...


ok,


nada mais.

M.