20080321

Acordem, pais!

Imagem daqui[Crianças Indigo]

Albino Almeida, presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), "repudia o comportamento da aluna", solidariza-se com a docente, mas ressalva ser preciso ouvir os argumentos de ambas as partes para ajuizar. "Se além de apresentar um comportamento indesculpável e inaceitável, a estudante for culposa e dolosa, ou seja, se não tiver razões que justifiquem o telemóvel, deverá ter uma pena das mais graves mas nunca a expulsão".

E explica porquê "Se não estiver na escola, a aluna estará na rua em perigo. As sanções a aplicar devem obedecer a uma estratégia de reinserção, levando-a a reflectir sobre a sua conduta".


Mas…mas?! Existe algum “ mas” capaz de desculpar a falta de respeito? A falta de Educação? A falta de cumprimento de regras??!! É preciso ouvir mais argumentos, fazer inquéritos atrás de inquéritos, relatórios, ouvir este e aquele e mais o outro para deixar o tempo passar, o assunto morrer e, mais uma vez, tudo ficar na mesma? “ Se …a estudante for culposa e dolosa” ??!! “ Se não tiver razões que justifiquem o telemóvel” ??!! Quer dizer que passa pela cabeça do Senhor da Confap que a aluna possa ter qualquer desculpa para tratar a professora por TU ??!! Para berrar daquela maneira dentro de uma sala de aula??!! Para agredir fisicamente a professora??!! Quer dizer que passa pela cabeça do Senhor da Confap que haja qualquer tipo de desculpa para que toda a turma rejubile perante a agressão??!! E o que serão as “ estratégias de reinserção” dentro de uma sala de aula??!!

E os pais deste país concordam com a possibilidade de se passar a mão pela cabeça deste tipo de meninos insurrectos e candidatos a comportamentos desviantes??!! Querem este tipo de escola??!! Qual o futuro que desejam para os seus filhos??!! Já leram o Novo Estatuto do Aluno??!! Concordam, de facto, com ele??!! Concordam com as posições da Confap??!! Está nas vossas mãos ajudar a escolher um novo rumo, mas, para isso, acordemmmmm!!!

JL

9 comentários:

Anónimo disse...

com pais destes é perfeitamente marginal o comportamento dos filhos. tenho pena que os profs. não lhe partam qualquer coisa

Anónimo disse...

acordem... bebam uns copos...vão "comer" fora ...lixem os outros,dizem prós filhos «deixa-me ver a bola ... o filme pornográfico»

Anónimo disse...

Tudo parece indicar que a transferência de escola será o "castigo" a aplicar à aluna. Sai da Carolina Michaelis e vai para outra escola ser a "heroína" deste acto insane. Continuem assim que vamos longe.

António Balbino Caldeira disse...

Ia postar sobre mais essa ilustração da vergonha, cara Moriae, mas assim já está o trabalho feito. Apenas linco...

Peixoto disse...

Só gostava de saber qual a taxa de representatividade do Sr. Albino. Quantos pais é que verdadeiramente o senhor representa?
Sabendo-se que existem quase milhão e meio de alunos, se o senhor representar 1% de pais terão de ser 300 mil pais, o que não acredito que represente...
O que o senhor diz deveria ter uma importância menos que diminuta...
Quanto às suas declarações são menos que razoáveis...

Anónimo disse...

Tipo Puta da Velha


... e a malta estava atrás do pavilhão de Educação Física a fumar uma broca e a beber vodka e o Dogas disse tipo e se a malta fosse a uma aula para variar a malta gosta da escola mas não gosta é das aulas mas é fixe de vez em quando ir à aula e era a setora Joaquina a malta já meteu a puta da velha no hospital bué da taimes com esgotamentos tipo nervosos e eu fui mais atrasada porque o Dogas nunca mais se vinha mas quando cheguei a puta da velha ainda tava tipo a tentar que a malta descesse das mesas para poder dar aula era o que faltava escreve o sumário no quadro e já goza eu e a Vanessa 'táva-mos a mandar sms para o Pata de Urso e o Picaretas tínhamos tipo combinado ir ter com eles atrás do pavilhão porque a setora Joaquina avisou a malta que não podia falar ao telemóvel tipo a malta começa todos com os telemóveis a tourear a velha para ver se a mandávamos para o hospital outra vez e a velha dá-lhe uma cena e tira-me o telemóvel e o Dogas começa a filmar e o Pestinha a dizer que era o Easter Fight e a velha tava a passar-se totil e a velha quase tipo caia no chão e pusémos na net tipo 9ºC em grande e agora até passou nos noticiários e a velha vai ser tipo castigada e é bem feita e a minha mãe já foi à escola partir os cornos à puta da directora porque o telemóvel é meu e é bem feita vai outra vez para o hospital para aprender a não gamar telemóveis e já apareci no jornal e na televisão a gritar "dáááááá-me o telemóóóóóóveeeelll!!!!" bué fixe agora o meu perfil no hi5 vai ser tipo mais visto tipo se calhar vou ser a porca do mês no hi5 porcas e vou sacar mais gajos e quando a velha vier do hospital leva mais nos cornos alta cena o meu pai já me deu outro telemóvel por eu ter-me portado tão fixe e o vídeo tá em http://www.youtube.com/watch?v=srDBa5fleZM.

Anónimo disse...

O Fim da Minha Carreira!


Hoje fui para a escola ainda com mais custo que o habitual. É dia de 9ºC e toda a turma parece apostada em dar cabo do que resta da minha saúde. Se não tivesse filhos para criar já me tinha suicidado. Com um pouco de sorte pode ser que os piores não vão hoje. Estou a tremer. Tomei mais um Victan.
...
As aulas com o 8ºA e o 9ºB não foram das piores, porque já estamos na Páscoa e metade deles faltaram. Só apanhei com uns paus de giz, um ou outro avião de papel e uma sapatilha All Stars preta. Era do Chanca, que é filho de um traficante de drogas que vem sempre armado falar com a Directora de Turma. Devolvi a sapatilha e disse "Tome, Senhor Chanca".
Nem me chamaram muitos nomes. Só o costume: "puta de merda", "velha dum cabrão", "vaca" e pouco mais.
Não consegui dar matéria, como é habitual. Uns falam ao telemóvel, outros jogam nas Playstation Portable, outros lêem revistas de wrestling e de tuning.
Dantes podíamos chamar alguém do Conselho Directivo, mas agora ralham connosco e acusam-nos de não sabermos dar aulas.
...
O 7ºD foi pior. São mais novos e ainda não se entretêm muito com os jogos e as revistas. Os do nono ano, com um bocadinho de sorte, até vão fazer sexo para a arrecadação da sala e dão-nos um bocadinho de descanso... Estes estão naquela fase em que gostam de andar a passear por cima das mesas, a saltar pelas janelas e a entrar outra vez pela porta da sala, esse tipo de coisas...
Andar por cima das mesas ainda é como o outro... Como me rio agora quando me lembro da primeira vez que um aluno andou por cima das mesas. Foi na altura do Governo do Guterres. Mandei um recado para casa e apresentei queixa à Directora de Turma. Tive sorte! Os pais da aluna fizeram queixa, mas dessa vez só apanhei um processo disciplinar do Ministério, por não saber manter a ordem na sala. Não me bateram nem nada!!!
...
O Presidente do Executivo ia a passar e viu alunos a saltar pela janela. Estou em sarilhos. Vou ter avaliação negativa por não saber manter a ordem. Deu-me também uma descompostura por eu ter mandado um aluno para a rua com falta disciplinar. Disse-me que o bom professor é persuasivo e não usa medidas de coacção bárbaras. Tomei mais um Victan.
...
Neste intervalo apareceu o pai de uma aluna que queria falar comigo. Deu-me dois estalos por eu a ter repreendido, por ela estar a atirar cadeiras pela janela e por ter acendido uma fogueira na sala de aula. Ainda tentei dizer que ela trouxe garrafas de vodka na mochila e deu a beber aos colegas todos, mas ele disse-me que o vodka está pago e não é da minha conta. Só deitei um bocadinho de sangue pelo nariz. Tomei mais um Victan.
...
A aula do 7ºB foi ainda pior. É de tarde e eles já estão a ressacar. Ai como era bom, dantes, quando se mandavam 28 recados para casa por aula, tantos quantos os alunos, e se preenchiam 28 participações... Não se dava aula, mas ainda não levávamos na tromba nem tínhamos avaliações negativas por não sabermos manter a ordem...
Os alunos estavam muito agitados, mesmo para os padrões deles. Tanto que eu queria ter explicado o que são rochas magmáticas... Há anos que não explico matéria nenhuma. Passo as aulas a tentar que não me batam muito e escrevo umas coisas no quadro.
Eles andavam ao estalo uns aos outros, a fazerem corridas e a ensaiarem coreografias dos Morangos com Açúcar. A maior parte ainda nem sabe ler bem, mas se eu der muitas negativas tenho mais um processo disciplinar e corro o risco de ir para a rua, e com esta idade já não me aceitam como empregada do McDonalds. Talvez como mulher de limpeza, mas tenho duas hérnias discais e alguns parafusos nos ossos das pernas, por causa das sovas que tenho apanhado. Tomei mais um Victan.
...
Estou no limite das minhas forças. 50 horas por semana na escola, mais os serões e fins de semana agarrada a grelhas, avaliações, planos individuais, actas, processos disciplinares, participações, contactos com os Encarregados de Educação, registos de faltas, relatórios de apoio pedagógico acrescido, planos de acompanhamento, acções de formação, feitura de horários e turmas, currículos alternativos, estabelecimento de critérios e obejectivos colectivos e individuais, mais a organização da defesa dos processos disciplinares que me põem por não saber manter a disciplina, têm dado cabo de mim. Sem contar com as idas ao hospital e as estadas nas clínicas psiquiátricas e na ginástica de reabilitação.
...
No intervalo estive coma Coordenadora a receber instruções para retirar os telemóveis aos alunos que insistissem usá-los nas aulas. Tomei mais um Victan...
...
Entrei na aula do 9ºC e reparei que eles vinham ainda mais bêbados e pedrados que o habitual. A Sónia Pinto pôs-se a abanar o telemóvel em frente à minha cara e avisei-a repetidamente que não o podia usar. Pôs-se a telefonar e a mandar mensagens, enquanto ria e debitava obscenidades para um tal Pata de Urso. Avisei-a mais uma vez, enquanto o resto da turma ria e gerava o caos total. Ela pôs-se a refilar, como é seu hábito e a dizer que não era só ela, que a Vanessa Gomes também estava a fazer o mesmo. Eu não vi, pois a Vanessa costuma passar boa parte das aulas por baixo das mesas dos rapazes...
Com receio de levar mais um processo, retirei-lhe o telemóvel. Ela até nem gritou nem me bateu muito. Consegui sobreviver ao resto da aula, e até expliquei umas coisas no quadro acerca da fotossíntese! O Alexandre Andrade estava com os fones postos e o chapéu de basebol para os olhos, brincava com a ponta e mola, olhava para as moléculas do ATP e dizia que eram iguais aos bichinhos que ele tem no cérebro. E ria-se.
Tomei mais um Victan.
...
Hoje à noite tenho que procurar forças para tomar um banho e lavar a cabeça. Estou esgotada. Vem aí a semana das reuniões de avaliação. Temos todos que fingir que os alunos se comportam bem e que aprendem alguma coisa, ou a perseguição do Ministério intensifica-se.
...
Os alunos disseram-me que filmaram a cena do telemóvel com a Sónia. Estou perdida! É o fim da minha carreira! Os pais vão-me crucificar! O Conselho Executivo também! O Ministério também! Estou em pânico. Não sei se apresente participação ou não. Há anos que não as apresento, porque para redigir todas precisava de umas 8 horas por dia pelo menos, e ainda era acusada de não saber manter a ordem. Não sei o que faça. Os Victans já não fazem efeito.
Os meus filhos! Os meus filhos! O que será deles?

Moriae disse...

António Balbino Caldeira,
obrigada pela referência.
Boa Páscoa!
M.

Moriae disse...

Peixoto,

também gostava de saber ...
Boa Páscoa,
M.