20080408

Mais um caso...

"Alice saiu disparada para o corredor da escola, deixando atrás de si um grupo de alunos estupefacto pelo que acabara de presenciar. Atrás de si seguia um pai furioso, que minutos antes lhe desferira um certeiro e violento estalo na cara. Alice fugiu para o corredor, em busca de auxílio. Encontrou uma mãe determinada a fazer-lhe frente, que a empurrou inesperadamente, entre um chorrilho de insultos e ameaças. A confusão instalou-se.
(...)
A professora, revelou ao DN um familiar, "não foi hoje [ontem] às aulas e pondera mesmo pedir baixa". "Ela professora há cerca de 10 anos e nunca lhe tinha acontecido nada deste género até ir para esta escola". A mesma fonte reconhece que [a docente] está com algum receio de voltar à escola, até porque perdeu a autoridade junto dos alunos, uma vez que levou o estalo em frente a eles."
Esta é a notícia que o DN publica na sua edição de hoje.

2 comentários:

Moriae disse...

Ao ponto a que chegámos ... Parece-me impossível!
Os professores são o bode expiatório de todos os problemas!
Em vez de baterem na mulher, agora vão bater na professora! Têm as costas quentes porque o governo desvaloriza ... Já a APAV não brinca ...
é óbvio que é uma comparação de mau gosto mas é o que parece!
Bolas!

Anónimo disse...

Esta etnia também pode fazer o que bem entende.
Acho que a escola por solidariedade devia fechar as portas. O caso tem de ser denunciado e tem de se fazer alguma coisa, senão isto passará a ser o dia-a-dia nas escolas!