20080607

A hipocrisia do Final dos Tempos

Neste blogue praticam-se a Liberdade e o Direito de Expressão próprios das Sociedades Avançadas
Imagem do KAOS e dedicada à E-ko, mais as charangas (quando voltam?...) e à nossa nova colaboradora a "Espectadora Atenta"
Hoje aconteceu um fenómeno que, em Astrologia, creio, se chama "conjunção": geralmente inspiro-me na imagem do KAOS, e construo o texto; hoje, no texto, não direi muito mais do que aquilo que o Kaos já resumiu.
Aparentemente, uma central sindical, chamada CGTP, conseguiu pôr na rua 200 000 pessoas inquietas. 200 000 pessoas não são nada: são o punhado de corajosos que, finalmente, resolveu vir para a rua dizer o que todos, excepto os traficantes, a ralé do Futebol, os Juízes que o 25 de Abril nunca substituiu, os traficantes de armas, drogas, corpos e plutónio, enfim, todos os que transformaram Portugal numa bandeira de conveniência e mantêm a Economia Paralela, pensam e sentem.
No famigerado Tratado de Bilderberg, por equívoco, conhecido como de Lisboa, está previsto (têm de procurar a alínea, porque não me apetece...), que "os sindicatos serão colaborantes com os Governos".
Acho uma ideia maravilhosa: os sindicatos deixam de representar as classes que representam, e funcionam como aquelas pipetas das panelas de pressão, para evitar que a tensão social suba muito. O pessoal vem para a rua, grita umas coisas, e os Vieiras da Silva, os Sócrates e as Marias de Lurdes Rodrigues ficam impavidamente nos seus lugares. Esses maravilhosos sindicatos já conseguiram deitar pelo cano abaixo 200 000 opositores ao Pseudo-Tratado Europeu, 100 000 Professores, e estes 200 000 de ontem, suponho que sejam uma oferta pessoal para a bimba da Maria Cavaco Silva poder pôr, lá em Belém, ao lado dos santinhos, e com um náperon, por baixo.
Neste jogo, de sístole/diástole, irá passando a lesgislatura, e, quando a legislatura acabar, também já estará "solucionada a solução": ou virá, limpinha, outra Maioria Absoluta, porque o Português, masoquista, adora levar nos cornos, e, se for em conjunto, tanto melhor, ou já estão asseguradas as evoluções na continuidade: à Direita (que é isso?...) em conjunto com a Bruxa do PSD, e à Esquerda (que é isso?...) com o folclore do Alcoólico de Anadia.
Pelos Ministérios, pelo menos, por aqueles que frequento, todas as "tias" minhas amigas vão direitinhas, quer do PSD, quer do PS, e até do CDS, direitinhas, dizia eu, para o PCP. Há ainda umas almas equivocadas que farão o jogo do Bloco de Esquerda, mas o Bloco de Esquerda está para Portugal como Obama para a América: é um patético rosto do Fim.
O texto, hoje, é breve, porque o heterónimo "Arrebenta" anda a sofrer com algumas das tarefas ciclópicas que o seu criador, o ortónimo, tem pela frente. A Blogosfera é interessante, mas temos coisas sérias para fazer. Escrevo este texto com a dedicatória que tem acima, mas na realidade ela é bem mais vasta: destina-se a todos os que, diariamente, sentem a minha falta. Pois eu também sinto a vossa...

3 comentários:

JSerra disse...

Estes 200000, num fim de semana poderiam ser 2 milhões.

Moriae disse...

Repito-me consigo muitas vezes ... é que, novamente, considero este post fantástico (não pela fantasia).

Que pensa não conseguir comentar como me apetece ... Mas .... é uma questão de tempo.

Abraço (já consigo),
M.

Anónimo disse...

AS lutas deixam de ter sentido quando andam a "reboque" da AGENDA POLÍTICA DO PCP, que por sinal tem um colo pequeno e fraco e deixa cair tudo rapidamente.
Enfraquece-nos, desmotiva-nos e humilha-nos.
Acho que precisavam com uma agenda pela cabeça abaixo, antes que nos nos vendam completamente nos seus entendimentos.
À frente da Fenprof já temos um electricista e o Carvalho da Silva não tem noção da força que tem.