20080925

DEDICADO A TODOS AQUELES

Dedicado a todos os professores que constituíram listas para o chamado "Conselho Geral Transitório" e também a todos os que votaram ou ainda venham a votar, principalmente àqueles que, de entre estes, estiveram erradamente na manifestação do 8 de Março.


5 comentários:

antónio pina disse...

Caro amigo:
Lamento informá-lo, mas está completamente enganado. A sua atitude não é prova de inteligência e, muito menos, de suposta verticalidade de carácter.
Lembro-lhe que durante uma tempestade, a gloriosa e vertical palmeira é a primeira a cair, enquanto que a aparente rameira que é o bambú, muito oscila na verdade, mas, todavia, já reparou por certo que, após a tempestade, se mantém rigorosamente no mesmo sítio. Por favor, reflicta um pouco mais, sozinho, por si próprio. Por favor, não confunda a cega teimosia com a obstinação esclarecida. Um sincero abraço.

Moriae disse...

Caro 'antónio pina',

lamento informá-lo mas não concordo consigo. O tom com que se refere ao autor, no caso autora, do texto é dispensável.

Não sei com quem pensa que está a falar assim como tb não faço ideia quem é o senhor que dá por esse nome. Mas ... alguém que fala assim ... deve continuar a pensar por si próprio e de preferência não ser professor.

cumprimentos,
M.

Kaotica disse...

E já agora dedicado a todos os pais que fazendo jus ao pai dos pais, atropelaram as leis democráticas do movimento associativo, que elege, não nomeia, para cumprirem os prazos estipulados pelo ministério da educação (até os pais agora são funcionários do ME!), em conluio com Conselhos Executivos excelentes subverter regras democráticas, se irem sentar no Conselho Geral Transitório a fazer as suas negociatas, vendo na escola um negócio rentável ou um lugar de influências e compadrios.

Como encarregada de educação, sei que não vou por aí! O Movimento Associativo dos Pais não foi criado para gerir as escolas mas sim para defender a Escola Pública e para garantir um ensino de qualidade num espírito de cooperação com os professores!

Neste momento vale tudo, TUDO!, para alcançar os lugares de poder (e até mesmo os de poderzinho)!

Hurtiga disse...

Por acaso até conheço um tal António que também é Pina, mas não deve ser o mesmo... não, o IP não coincide! Nem ele era capaz de proferir tais palavras, pois não é nenhum lambe-botas. A sua arrogância é nula e o atrevimento reside apenas numas anedotas sobre a ministra da Educação...
Cumprimentos... sem abraços, que devem ser coisas entre amigos e sinceras!

Hurtiga disse...

Ainda voltei atrás porque mesmo que me conhecesse, o sr. Pina não tinha o direito de falar em verticalidades nem em horizontalidades.
Porque tenho eu de comer do mesmo prato dos outros, e, pela basófia, do sr, sr. Pina
Gosto pouico de misturadas, que são couves com feijões...
E, NÃO, NÃO VOU POR AÍ!
SÓ VOU POR ONDE ME GUIAREM OS MEUS PRÓPRIOS PASSOS!
Para além disso, srs. como o sr. são infiltrados aqui no meio!