20080926

Educação Especial em análise


Publicada no Diário das Beiras de 25 de Setembro de 2008 por Raquel Mesquita

3 comentários:

Anónimo disse...

OLÁ.. . Apenas para lhe dizer SIMPLESMENTE... que apreciei o que está exposto no BLOG.
Os meus Parabéns! MUITO BEM!
Diria... Excepcional.
HÁ QUE CONTINUAR...
Para onde vai a Educação em Portugal? Não sabemos...
Ainda que tenhamos uma MINISTRA que, mais cega que os cegos, SE RECUSA A RECONHECER a DEDICAÇAO e o TRABALHO dos PROFESSORES (para não dizer mesmo que o despreza!) os alunos merecem a nossa abnegação. Eles são o futuro. AOS PAIS e ALUNOS das ESCOLAS de PORTUGAL, deixamos uma garantia: A MINISTRA PASSA... OS PROFESSORES FICAM... PODEM CRER QUE NÓS NAO DESISTIMOS. PODEM CONTAR CONNOSCO... PODEM CONTAR CONNOSCO... UM BEM-HAJA PELA SUA DEDICAÇAO.
NÓS TAMBÉM NAO DESISTIMOS!
http://ferreirablog.blogs.sapo.pt/search?q=educacao

Fox disse...

Sem querer fazer a minha opinião valer mais do que realmente vale, parece-me que existe uma tendência para o exagero por parte da ministra e por parte dos professores que participam nesta discussão. Quando a primeira diz que existem melhorias a fazer, estou plenamente de acordo. Não foi há muito tempo que saí do secundário, e lembro-me de alguns problemas (relacionados com professores ou não) que precisavam de ajustes. Caminhar para melhor é sempre bom certo? Mas quando existe uma generalização que pretende fazer todos os professores passarem por maus, já não compro a história. Tenho proximidade com professores na minha família, e sei que é necessário um empenhamento sério para se ser um bom professor.

Agora, não me venham dizer (generalizando também) que os professores são anjos e todos bons e que dão a vida pelos alunos. é verdade que uns o fazem, e é verdade que outros fazem exactamente o contrário. Eu fui aluna... 12 anos até entrar para a faculdade, e tive professores bons e maus. Não acho é muita piada a comentários como os que estão em cima e que pretendem pôr toda a areia no mesmo pote. Para isso só precisamos do senso comum.

Moriae disse...

Agradeço ao anónimo.

Fox, concordo. Há professores péssimos. Mas são aqueles que o sistema favorece. Quanto mais subservientes entre outras características, melhor.