20080926

Espaço publicitário

3 comentários:

Moriae disse...

Mas que honra! Obrigada! :)
Que maravilha Zoide!

Sem mais palavras ...
Abraço!

hkt disse...

Nestes dias de Setembro, muito se fala de “oferta” de livros e de computadores ao ensino básico, de contribuições de €25,00, de contribuições de resmas de papel e de papel higiénico (?!), mas também se devia falar no que se passa depois das actividades lectivas do dia terminarem...

O que aqui vou contar passa-se numa escola do ensino básico (1º ciclo) da cidade da Maia. Nesta escola ?funciona? o chamado período de ?prolongamento?, que não é mais do que um período em que as crianças ficam na escola à espera que os pais ou encarregados de educação os possam ir buscar (este período é pago, à Associação de Pais, que contrata funcionárias para zelarem pelo bem estar das crianças).

Até aqui, tudo bem. Deviam funcionar todas assim.

Mas, e quando a falta de visão dos responsáveis (e não os donos) pela escola ultrapassa os limites do razoável e se enfiam cerca de 50 crianças, com idades entre os 3 e os 10 anos, numa sala (existem mais duas salas pelo menos, e novas!!!) e não se lhes dá “liberdade” para criar, brincar ou até estudar... (as crianças da pré-escola são “autorizadas” a ver televisão até alguém as ir buscar).

Algumas crianças esperam até às 19:00h, sendo que nesta escola as actividades terminam às 17:30h.

É assim que se educam os nossos filhos, a ver televisão... Talvez se devesse oferecer bom senso aos adultos...

É este o País que estamos a criar...

Disseram-me que este problema seria resolvido. Espero que sim!

Este texto, publicado aqui: http://jn.sapo.pt/CidadaoReporter/Interior.aspx?content_id=1016563

ilustra perfeitamente a secção de enlatados!

hkt disse...

Esqueci-me de izer que o referido texto é da autoria de Maria Fernandes.