20080910

Os MEE do ME

Alunos com NEE estão perfeitamente sinalizados segundo o ME. Porreiro Pá.

A Ministra é capaz de ter razão, dentro das suas limitadas expectativas sociológicas.

Moi, funcionário (des)público, professor inconsequente e sabotador do sistema, venho confessar, que penso ter deduzido as justificações da tutela:

1 - Dou aulas a uma turma com 22 alunos normais, dos quais, um sofre de Asperger (toma umas aspirinas e fica o caso resolvido...) e outro é surdo-mudo (espero que a escola compre um megafone).

2 - Em outra turma de 16 alunos normais, só tenho dificuldades em diagnosticar dois alunos, porque o resto apresenta um quadro clínico próximo do chamado Transtorno da Personalidade Esquizóide (por exemplo, praticando uma nova modalidade olímpica: a Auto-mutilação), da Dislexia (basta ter o magalhães) ou outras Psicoses neurológicas decorrentes de não terem referências e valores familiares e sociais, desde, que têm andado de instituição e instituição de solidariedade social, o respectivo nascimento(a penitência eterna em Kingsbridge et alii).
3 - Em outra turma, igualmente normal com 20 alunos, identifiquei apenas duas situações semelhantes a alguns dos Big Boss do ME: mania para o suicídio, quiçá político.
Claro que ao abrigo da alínea i do art.º 18 da Lei n.º 58/2008 de 9 de Setembro sobre o novo Estatuto Disciplinar dos Trabalhadores Que Exercem Funções Públicas, parece que vou estar tramadinho da silva...

3 comentários:

Moriae disse...

Frades, não estarás a exagerar e também a inventar uns nomes para assustar a malta??? Passo a explicar-me:
- síndrome de Asperger não se cura com aspirina (já agora, o aluno está totalmente integrado e 'incluído'?);
- se o aluno é surdo-mudo, um megafone não vai ajudar de todo ... o que foi feito por ele?
- [Transtorno da Personalidade Esquizóide ??? :/]a auto-mutilação é mais um sintoma do que uma maneira de ser ou seja, há que intervir e resolver problemas que estão na base. Se está ao nível grupal então cuidado ... os adolescentes podem ferir-se a si e aos outros também (a outro nível) e os danos poderão vir a ser ... ok, graves ... sobretudo para eles e família.
A dislexia parece que já não conta a não ser que seja diagnosticada em termos matemáticos (idade, anos de escolaridade, papeis, tudo expresso numericamente e depois pesado).
Psicoses neurológicas não conheço mas tb não sou neurologista ou psiquiatra. Contudo, conheci muitos meninos, adolescentes e jovens que passavam por esse percurso ... é difícil ... se é ... e parte-nos o coração ver o tipo de respostas que lhes são dadas por esta sociedade SINISTRA.

Finalmente, deixo um alerta para o elevado número de tentativas de suicídio e ideação suicida dos adolescentes e jovens portugueses (não é fenómeno exclusivo deste canto ...) já para não falar nos casos relatados de jovens que se suicidaram. Uma coisa é certa, não podemos passar ao lado de determinados indicadores, pedidos de ajuda, desabafos, comportamentos.

Frades, desculpa lá ... mas ... saiu e lá está, só lê quem quer.

Para ti, um abraço, ok?
M.

Anónimo disse...

Transtorno da Personalidade Esquizóide é uma pessoa muito retraída, que recusa ter relacionamentos e neste caso assistir às aulas em conjunto com outros (aulas individuais é a solução); por vezes, mas em termos transitórios, tem comportamentos desviantes contrários como a agressão ou assumir afectividades doentias.
Claro que, pertencendo a famílias problemáticas e de fracos recursos, não têm acompanhamento adequado e o ME não quer saber.
F.

Moriae disse...

F., obrigada! Não sabia!
Abraço,
M.