20080229

Carta à senhora

Diz a senhora que os professores não terão dificuldades em proceder a este processo de avaliação porque “os professores passam a vida a avaliar os seus alunos e por isso percebem muito de avaliação”.
Pois é senhora! É precisamente por perceberem alguma coisa de avaliação que não compreendem nem aceitam esta forma de avaliar que a senhora e os seus capangas, serpenteando, lhes querem cuspir à cara!

Costumo apresentar-me aos meus alunos dizendo que sou injusto a avaliar porque sou humano. Digo-lhes, depois, que estou ali, antes de mais nada, para os acompanhar e ensinar e que a avaliação é apenas uma coisa necessária.
Por vezes, perante resultados menos bons, tento identificar as razões do insucesso: são os alunos, os pais, o sistema, a sociedade, a temperatura… eu sei lá!... Mas, muitas vezes, pensando bem, chego à conclusão que a culpa é minha e daí, penso e repenso e vou aprendendo em cada dia a ser Professor.
Mas o que a senhora arranjou agora, com este sistema, foi uma forma de apontar que a culpa é sempre minha! Que, se houver insucesso escolar, a culpa só pode ser minha! Que, se os alunos abandonam a escola, a culpa é minha! Que, se os alunos no fim da escolaridade não arranjam emprego, a culpa é minha! Que, se os pais não têm tempo para os seus filhos, a culpa é minha! Que, se o meu colega tem de faltar ou eu adoecer, a culpa é minha! Que, se a escola não tem condições, a culpa é minha! Que, se o ensino está desajustado da realidade, a culpa é minha! Que, se as políticas educativas não resultam, a culpa é minha! Que, se o estado não tem dinheiro e existe défice, a culpa é minha! Que, se os portugueses não procriam, a culpa é minha! Que a culpa é sempre minha!
Pois é, de tanto me baterem, começo a acreditar que a culpa é minha! Não valho mais que umas grelhas de registo! Não valho nada! Não passo de um funcionário ao desmando de uns senhores que sabem muito mais que eu!
Não passo de um professorzeco!

- Era assim, que me queria, cabisbaixo!?
Não ministreca, eu sou um Professor
E vou encher Lisboa a 8 de Março!

13 comentários:

Anónimo disse...

Completamente de acordo. Vão ter a resposta à altura no dia 8 de Março!

MaisUmaProfessorazeca disse...

Eu assino por baixo.

Anónimo disse...

Na minha escola, que é pequena, vai quase toda a gente. Não quero ser muito optimista, mas prevejo um sábado negro para este (des)governo de sócretinos.

E se o governo caísse ????

Eu cá não me baixava para o apanhar!!!

Anónimo disse...

Também não baixo os braços!
Vou encher Lisboa a 8 de Março.
Fernanda

Pata Negra disse...

Da minha escola na manifestação de 5 de Outubro, que juntou mais de 20000, fomos uns 10, agora vão 60!
Vamos encher Lisboa

Anónimo disse...

And here we are, now!

Anónimo disse...

não sou professor. não sei nada de ensino. a ministra da avaliação também não.sei que esta porcaria sem disciplina nas escolas não serve.
gostava de saber o nome dos comissários políticos nacional-socialistas da escola de Leiria que elaboraram a ficha de que se fala

Anónimo disse...

apesar de não ser prof nem anti nada gosta de participar no cortejo fúnebre do dia 8. gostava de passar por comuna porque já me chamaram tudo menos isso

maria correia disse...

Bravo ao 8 de Março!

Anónimo disse...

Também não sou professor. Estive a 5 Outubro 2006 em Lx... aquilo que desta vez deveria acontecer era não só o/a professor/a mas sim toda a família na rua.

O problema deste país não é sectorial mas sim global.

E mais vos digo. Já lá não vai sem lambada... pois estes senhores mesmo com quase 200 000 na rua, tudo fizeram como se não se passasse nada.

Que aos professores se juntem todos e rapidamente que se ponha termo a estes prepotentes ditos "socialistas"...

Margarida Az. disse...

Totalmente de acordo!
Força a todos!

Moriae disse...

Fantástico, como sempre, amigo Pata Imperial!
E permita-me elogiar o termo escolhido, sonoro e apelativo a umas TShirts 'ou quê' ... MINISTRECA, rula!
Abraço ultra solidário!

Anónimo disse...

Força!
8 Março 2008 - será uma linda data para a saída de uma mulher, que de MULHER, não tem nada... Não é loira, mas é pior que isso!
Lá estaremos TODOS!