20081027

"ASSIM NÃO HÁ VALE! / "ASSIM NÃO HÁ CONDIÇÕES!" / "COMO DISSE??! IMPORTA-SE DE REPETIR??!"

Imagem: PrtScr da notícia Professores tentam alinhar posições para novos protestos - Possibilidade de professores voltarem a sair à rua numa "acção concertada" não está excluída (ALEXANDRA INÁCIO, JN)

Recomendo a leitura do que escreveu CHE, um comentador que alertou (em DIA 15 DE NOVEMBRO, PROFESSORES E SINDICATOS CERCAM LISBOA, CONTRA A BAIXÍSSIMA TRINDADE!...) para as palavrinhas maravilhosas do sindicalista Carlos Chagas (presidente do Fenei/Sindep) que passo a transcrever:
"O encontro de quarta-feira não tem "pontos em agenda pré-definidos". Na eventualidade de um dos lados desistir de uma data "em nome" da convergência, deverão ser os movimentos a abdicar." (JN)
Já agora, atentem em outras palavras, as de Mário Nogueira:
«O ME considera que os sindicatos estão a quebrar o Memorando ao pedirem a suspensão da avaliação. Mário Nogueira alega que no documento "não está escrito que os sindicatos têm de ficar calados". »(Idem)
A acção sindical está centrada no falar? Não tinham falado e dito palavras como 'exigimos'??? Em que é que ficamos???

11 comentários:

Che disse...

Peço desculpa pelo copy paste de um comentário meu em post anterior, mas creio que ajudará a quem visitar o blogue a entender melhor.

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1034373

Nesta notícia sobre a reunião de dia 29, solicitada PELOS MOVIMENTOS destaco a seguinte passagem:

O encontro de quarta-feira não tem “pontos em agenda pré-definidos”. Na eventualidade de um dos lados desistir de uma data “em nome” da convergência, deverão ser os movimentos a abdicar.
“Não faz sentido o inverso”, defendeu ao JN Carlos Chagas.

Ora bem, aqui está a extraordinária abertura negocial dos sindicatos. Fantástico! Como quem diz: podem cá vir falar connosco mas ficam já a saber que daqui não levam nada, a mudar-se a data, tem de ser a nossa data!

Depois ainda há quem diga que os movimentos de professores é que fomentam a divisão. Já não bastou os sindicatos terem feito birra e numa atitude lamentável marcarem uma manif para 8 dias antes com argumentos inenarráveis, numa tentativa totalitária de esvaziar a manif de 15, apenas porque têm uma sede imensa de poder e de controlar as massas, e agora vêm com esta afirmação à imprensa, condicionar as negociações, inquinando e azedando o clima para uma reunião que foi solicitada, pelos movimentos de professores.

Se eu estivesse no lugar dos representantes dos movimentos já os tinha era mandado à m**** e nem punha os pés na reunião. Fiquem lá com o vosso plenário (tudo de bracinho e bandeirinha no ar a aprovar o que depois não se cumpre) e com a manif de dia 8. Os professores com tomates, que não se deixam manipular e que percebem que podem ser mais activos e decisivos na luta porque não estão amarrados a nenhum acordo com o ME, esses saem à rua dia 15! Por mais que não fosse por ser histórica e pelo potencial desorientador e desestruturante que uma manifestação nacional convocada por simples professores pode ter para o ME! Lembram-se do buzinão na ponte? Lembram-se do protesto dos camionistas? Lembram-se das estradas cortadas pelos agricultores do Oeste? Lembram-se das escolas fechadas a cadeado por pais e alunos?

Está na hora, mais que na hora, de assumirmos nas nossas mãos o que queremos, o que não queremos e a condução do nosso protesto! Livres de amarras e cajados! E o resto é paisagem carago! Afinal somos homens (e mulheres) ou somos galinhas?

P.S. Peço a todos que visitem o blogue do Ramiro Marques (com a licença da moriae) e leiam outros comentários meus a este respeito em:
http://www.profblog.org/2008/10/jn-faz-manchete-com-reunio-entre.html

Encontram lá diversos comentários meus (peço desculpa pela subida de tom num ou noutro comentário, mas não suporto jogadas baixas) e também um comentário de um membro da FENPROF com a devida resposta minha mais abaixo! Creio ser esclarecedor!

Abraço

Che disse...

Se me permites uma sugestão de título:

" ASSIM NÃO HÁ VALE!"

ou

"ASSIM NÃO HÁ CONDIÇÕES!"

ou ainda

"COMO DISSE??! IMPORTA-SE DE REPETIR??!"

Abraço e os meus parabéns pela resistência, sempre firme, sempre lúcida, imune a intoxicações.

Setora disse...

Absolutamente de acordo com o che.

Até 15

Anónimo disse...

Perdi a vontade de ir a Lisboa.
Deixei ir a Lisboa ver o Benfica/Porto e o Sporting/Benfica.
Não estou interessado em assistir ao derby Movimentos/Sindicatos.
Tenham juízo!

setora disse...

Também há essa opção. Quem está satisfeito com o que se está a passar nas escolas fica sossegadinho em casa a ver a bola.
Não temos de ser forçadamente iguais.
Veja lá a quantidade de opções, ir a 8 à 5 de Outubro, ir a 15 até S. Bento, ir às duas (dá para conhecer mais percursos citadinos) e ficar em casa.
Eu escolho 15.

Moriae disse...

CHE,

obrigada! :)

E adorei o primeiro ..." ASSIM NÃO HÁ VALE!" Que tal? Mas os 3 são muito bons!!!!!!!!!!


E foi óptima ideia colar aqui o comentário primordial :)

Abraço solidário!

Moriae disse...

Setora,

tb prefiro o dia 15!
Abraço!
M.

Moriae disse...

CHE, acho que gosto dos 3 ... Vou ver se dá ;-)

Moriae disse...

CHE,

estou a ler os comentários no tal post do Ramiro e recomendo vivamente!!!

LOL estou naquele em que começas com: "Che disse...

Afinal tenho de ficar mais uns minuto!

Sr. Francisco Almeida:

Quer o senhor fazer-nos crer que a manif de dia 8 tem de ser dia 8 porque o calendário negocial termina a dia 14?! É isso? Tem a certeza que é isso mesmo? Então pense comigo: acha curial a meio ou antes de terminar o processo negocial vir para a rua manifestar-se quando ainda está sentado na mesa das negociações? Não lhe parece uma chantagem algo desleal? Não seria melhor deixar decorrer o período negocial e, verificando-se a falta de acordo, sair então para a rua no dia 15, o dia imediatamente a seguir, para exigir com uma manifestação aquilo que não se conseguiu por via diplomática/negocial? (...)"

Muito bem :-)

Moriae disse...

Reforço:
http://www.profblog.org/2008/10/jn-faz-manchete-com-reunio-entre.html

Anónimo disse...

É a 15 por todas as razões... e por mais esta.
Estava para ir às duas porque tenho razões para me manifestar todas as semanas.

Os sindicatos não têm culpa de ter aqueles dirigentes eternos.... não se enxergam mesmo...