20081214

Direitos Humanos em Portugal não existem


Retirado do blogue de Francisco Trindade

Nesta semana passaram-se 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Contudo em Portugal vamos fechar quase 2008 com os mais graves atentados aos Direitos constituídos nessa Declaração.
O Governo quer silenciar e domesticar 150.000 docentes e quer por força da lei destruir o bem público (os rios, a agricultura e alimentação, a escola pública, os serviços nacionais de saúde, a biodiversidade e atentados na paisagem e ordenamento do território).

1. O Ministério da Educação deu hoje como encerradas as negociações sobre o modelo de avaliação dos professores para este ano, estando apenas em aberto alterações para os próximos anos lectivos.

2. Escolas pobres e professores a custearem os materiais de ensino

3. ASAE não isenta em relação aos OGM
ASAE de braço dado com a indústria dos transgénicos

4. Jornalistas da propaganda socrática
Olhem que não, stôres (de Fernanda Câncio, DN)
Estimada Fernanda Câncio
Além de uma escolha triste do olhe que não- um pregão iditota de um Dias Loureiro, aconselho-a a visitar algumas páginas e blogues de professores e de escolas, exibindo o trabalho criativo e empenhado de muitos docentes neste País. O resto do seu texto é triste, árido e felizmente inconsequente.Quanto aos os stores creio que ficou com alguma adolescência mal resolvida. Não o demonstre publicamente. Guarde-a para si ou vá falar com os professores que eventualmente a prejudicaram na sua carreira ou progressão ou foi mártir.


5. Assembleia da República obesa e enferma
Está na altura de encolher a Assembleia da República

6. Os PIN (Projecto de Interesse Nacional) ou VIN (Vergonhoso Investimento Nacional-como baptizou Isabel Torres de Noronha)

Mais um PIN: duas mil camas e golfe junto à praia Verde

7. BPN Gate
Bem descrito por António Balbino Caldeira

8. RTP e o combinado- Ministra da Saúde protagoniza um episódio de censura
O quê? O senhor não sabe o que está combinado? Que hoje só se pode fazer perguntas sobre esta cerimónia e sobre o plano de combate à sida nas escolas? Ainda por cima é a RTP, a televisão pública, a fazer uma coisa destas. E, depois, logo à noite, não sai a reportagem

10. O Lamaçal,por Sanatana Castilho

11. E não há deputados de substituição?

Assim, pela mentira, uso de engenharia política, temendo e salvando milionários corruptos da miséria, obrigando os trabalhadores do estado a baixo poder de compra e à pobreza, durante 2008, em Portugal anula-se o ordenamento do território, a participação cívica, o debate e orçamento participativo, anula-se a biodiversidade, anula-se a qualidade de vida e anula-se a sustentabilidade.

Não, não vivemos numa democracia. Mas ainda restam alternativas. Não sou obrigado a escolher este caminho. Podemos fazer um partido novo. Ainda há escolhas. Ou utópicamente uma sociedade fraterna, sem donos. Há mais vida , há mais políticas para além dos cavaquistas, soaristas, socretistas, barrosistas, centristas, guterristas, sampaístas e santanistas.

1 comentário:

DLL disse...

João Soares,

bem-vindo a este espaço de humor, sátira, informação e ... fico-me por aqui :-)

Obrigado pela solidariedade e contributo,
TNT