20071012

Ficará para a história este dia?

Fonte original da imagem aqui

"Foi arquivado o processo aberto ao caso dos dois policias que invadiram o Sindicato de Professores da Região Centro na Covilhã. A IGAI arquivou o processo por considerar que não há indícios de ingerência do Primeiro Ministro neste caso. "

Declarações: Mário Nogueira, Fenprof Jornalista: José Guerreiro
Caso arquivado Antena 1 / Bloco Noticioso (12-10-2007) 10:00
Fonte:
Recortes de Imprensa (SPGL) © manchete, 2007

3 comentários:

Anónimo disse...

... "A nova Lei de Organização Criminal aprovada a 27/09 pelo Governo em Conselho de Ministros prevê, no seu artigo 14.º a criação do cargo de secretário-geral do Sistema Integrado de Segurança Interna (SISI), que vai ter sob a sua alçada todas as forças policiais de investigação criminal.

Este novo cargo, um verdadeiro "super-polícia", vai ter a tarefa de coordenar todos os órgãos de policia criminal em Portugal - nomeadamente a PJ e a PSP. E fica na dependência do primeiro-ministro ou, em caso de delegação, do ministro da Administração Interna.

O secretário-geral terá assento no futuro Conselho Superior de Investigação Criminal, que será liderado pelo primeiro-ministro, e onde estarão também os líderes das forças de segurança, o PGR e vários ministros."...

Seria de admirar que o resultado do inquérito à intervenção de agentes da polícia no sindicato de professores da Covilhã fosse outro que não este. Estavam à espera que se viesse a concluir que afinal o um qualquer primeiro-ministro tivesse alguma coisa a ver com isto? Nada, ele não tem, não teve e nem terá NADA A VER COM ISTO! (sic para o não)

A tendência de "arquivamento" para processos incómodos é prática corrente. Veremos o desfecho do caso Casa Pia... tal é o envolvimento dos figurões. Cheira a podridão, tresanda.

Assim se vai cantando e rindo neste canteiro...

Anónimo disse...

Não podia dizer melhor!

NuNo_R disse...

Bem;
ao que me parece,este PM nunca está metido em nada, sempre que acontece algo que seja atentatório ás liberdades e garantias dos cidadãos.
É estranho não é?!
Tudo acontece sem que ele saiba.
Se então nunca sabe de nada ( diz ele) então o que anda cá a fazer?
A ver os barcos no Tejo a navegar ou somente anda a fazer jogging matinal sempre que vai para o exterior?