20080408

TRAIÇÃO

"Os presidentes de 40 conselhos executivos de escolas e agrupamentos do distrito de Coimbra decidiram avaliar, já neste ano lectivo, os professores contratados e os que estão no último ano do módulo para progredir na carreira, informa a agência Lusa.

Numa reunião realizada esta tarde na Escola Secundária José Falcão, em Coimbra, aqueles dirigentes escolares, provenientes de diversos concelhos do distrito, reiteraram, no entanto, que o regime de avaliação dos docentes criado pelo Ministério da Educação (ME) «continua a ter constrangimentos» na sua aplicação.

«Vamos proceder este ano à avaliação dos professores contratados e daqueles que estão no último ano do módulo do tempo de serviço necessário para progredir na carreira», declarou aos jornalistas, no final do encontro, o presidente do conselho executivo da escola anfitriã, Etelvino Rodrigues.

Essa avaliação parcial, segundo o mesmo responsável, será processada «através do regime simplificado» previsto na lei, recorrendo as escolas às fichas de autoavaliação dos professores e às fichas dos conselhos executivos.

Etelvino Rodrigues sublinhou que as escolas vão insistir, contudo, junto do ME para «que seja clarificado que é este regime simplificado», face às «interpretações díspares» que têm surgido quanto ao seu alcance e aplicação." (Fonte: IAOL PortugalDiário)

Leiam os posts em baixo e reparem que no mesmo momento aparecem tiros vindos de todos os lados.

4 comentários:

Anónimo disse...

É sempre mais fácil evitar problemas e fazer o que nos mandam! Continuar a dizer que a " avaliação tem constrangimentos" e fazê-la na mesma, são cócegas para os ouvidos de MLR!

Moriae disse...

Eu, para não me aborrecer, prefiro nem saber detalhes da tal reunião no José Falcão.
Uma coisa é certa, para manter a calma, dou o benefício da dúvida a alguns colegas.
Outra coisa, diz-se muito, por aí, que os Conselhos Executivos foram escolhidos pelos professores. Ora ... estão esquecidos ou []. Toda a gente sabe que as últimas fornadas foram designadas em larga percentagem, nível nacional, pelas Direcções Regionais. É ou não é???

Está na hora de começar a levantar determinados véus.

Assim, estou preparada para tudo. Até já tenho treino ...

um das artes disse...

Estratégia que proponho para os CP´s/Escolas :

- atrasar tudo o máximo possível;

- arrastar a aprovação dos indicadores de medida;

- não deixar que até Setembro haja Obj Individuais;

- não iniciar as aulas assistidas;

- não deixar eleger os 4 super coordenadores ( é ilegal);

-fazer uma avaliação tipo relatório crítico dos contratados ou tentar bloquear e não fazer nada por enquanto;

- promover plenários de escola às 18h30 de esclarecimento e para dar força aos colegas mais down;

- aprovar calendários de av desemp que adiem o máximo possível para o próximo ano lectivo;

- não hostilizar os CE´s;

- manter os departamentos unidos;

- não ser radical nos CP´s a não ser em casos de emergência(ilegalidades do PCE);

- aproveitar bem os buracos e contradições da legislação para colocar pauzinhos na engrenagem.

desculpem lá colegas, mas copiem isto e acrescentem outras mas por favor isto é um Plano de Luta coerente e fácil de criar consensos sem cedências.

António

Moriae disse...

António?